Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Juiz solta mãe acusada de obrigar filha de 16 anos a se prostituir

16 outubro 2020 - 22h35Por Da Redação

Ao assinar a liberdade provisória da mulher de 41 anos suspeita de aliciar sexualmente a filha, de 16 anos, o juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida entendeu que os fatos denunciados “são bastante controversos” e merecem serem investigados detalhadamente pela Vara da Infância, Juventude e do Idoso. Na decisão, o magistrado ressaltou parte do depoimento da mãe, que revelou uma tatuagem da adolescente em alusão ao PCC (Primeiro Comando da Capital), tamanho o comprometimento dela com o mundo do crime.

A mulher foi presa nesta quinta-feira, dia 15 de outubro, depois que a adolescente chamou a polícia e relatou ser forçada a se prostituir. Ela afirmou ainda que “atendia” os clientes escolhidos e agendados pela mãe para sustentar a família e caso se negasse, ou por outros motivos, não realizasse o programa, era agredida.

Durante depoimento, a mulher desmentiu a filha. Contou que a menina começou a usar droga há um ano e a se prostituir há seis meses. Para isso, usava o celular dela para marcar os encontros pelo WhatsApp. Sem conseguir controlar a adolescente, parou de interferir nas decisões da filha.

Na análise da prisão, o juiz detalhou que “os fatos contidos são bastante controversos, pois a genitora admite que a filha adolescente estaria se prostituindo, mas que não teria mais como controlá-la”. Para exemplificar o grau de envolvimento da filha com o crime, a mulher relevou que ela tatuou o numeral 1533, símbolo do PCC, na nádega.

Outro detalhe abordado pelo juiz, foi que a denúncia e a prisão só aconteceram após uma discussão entre mãe e filha.

Trata-se, pois, de investigação que deve ser apurada detalhadamente destes fatos. Além disso vejo que a situação exige a princípio aplicação de medida protetiva após estudo psicossocial pela Vara da Infância, da Juventude e do Idoso”.

Por conta disso, o juiz determinou a liberdade provisória com a condição de que a família compareça à Vara da Infância, da Juventude e do Idoso para avaliação da equipe psicossocial e estudo do caso. Assim, a medida protetiva adequada será definida.

Na decisão de hoje, o magistrado também definiu prazo de 30 dias para conclusão do estudo psicossocial.

Nesta tarde, a equipe de reportagem do site Campo Grande News, foi a casa da família na tentativa de falar com a investigada. Na residência simples, um dos outros oito filhos da mulher informou que ela ainda não havia sido liberada. Nervoso, avisou que não falaria com a imprensa, mas ressaltou a Inocência da mãe.

Enquanto isso, o caso é investigado como favorecimento a prostituição e lesão corporal por violência doméstica e pela Depca (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento à Criança e ao Adolescente).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aumento de temperatura pode chegar a 2,7 graus no século, alerta ONU
INTERNACIONAL
Aumento de temperatura pode chegar a 2,7 graus no século, alerta ONU
Guarda de Dourados recupera moto furtada na fronteira
POLÍCIA
Guarda de Dourados recupera moto furtada na fronteira
OPORTUNIDADE
Mestrado Acadêmico em Letras da UEMS de Campo Grande esta com inscrições para alunos regulares
Mulher causa confusão em bar, corta os punhos, joga sangue em policiais e vai presa
CASSILÂNDIA
Mulher causa confusão em bar, corta os punhos, joga sangue em policiais e vai presa
Governo abre processo seletivo para contratar analista previdenciário com salário de R$ 4,1 mil
OPORTUNIDADE
Governo abre processo seletivo para contratar analista previdenciário com salário de R$ 4,1 mil
BRASIL
Presidente do TSE volta a defender regulamentação de redes sociais
TRÁFICO
Guarda encontra droga em terreno próximo a Via Parque em Dourados
MS-080
Homem morre após capotar caminhonete e ser arremessado a 10 metros
CASSILÂNDIA
Homem agride esposa, furta itens da casa dela para comprar drogas e vai preso
HOSPITALIZAÇÕES
Estado notificou 103 casos de síndrome respiratória aguda grave na semana

Mais Lidas

CLIMA
Vendaval atinge Dourados e deixa rastro de destruição
DOURADOS
Namorada posta 'status' de jovem com arma, polícia rastreia carro e prende rapaz
DOURADOS
Três vias de Dourados passam a ser "mão única"
DOURADOS
Mulher "roleta" Weimar, causa acidente e deixa motociclista ferido gravemente