Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
PASSAPORTE

Juiz do Paraguai ordena que investigação sobre Ronaldinho continue

06 março 2020 - 21h50Por G 1

O juiz Mirko Valinotti rejeitou nesta sexta-feira, dia 06 de março, o pedido do Ministério Público para que Ronaldinho Gaúcho e o irmão, Assis Moreira, deixem o processo sobre os passaportes paraguaios adulterados. No entanto, os dois estão livres para sair do Paraguai e voltar ao Brasil.

Na quinta-feira, o MP paraguaio decidiu não acusar formalmente Ronaldinho Gaúcho e irmão após os dois "reconhecerem o erro" — tal instrumento, chamado de "critério de oportunidade", existe na Justiça Paraguaia. Mesmo assim, após ouvir os dois irmãos por mais de seis horas, o juiz Valinotti determinou que a Procuradoria-Geral do país continue a investigação sobre o caso.

Segundo o GloboEsporte.com, somente depois de 10 dias o Ministério Público poderá emitir um novo parecer sobre o caso: ou para manter a sugestão de não processar Ronaldinho e o irmão ou para apresentar uma acusação formal contra os dois.

Até a última atualização desta reportagem, não se sabia quando Ronaldinho e Assis retornariam do Paraguai para o Brasil.

Ronaldinho Gaúcho e Assis são investigados pelas autoridades do Paraguai desde quarta-feira por entrarem no país com passaportes e carteiras de identidade paraguaias adulteradas. Os dois confirmaram que receberam os documentos, mas o MP local entendeu que ambos "foram enganados em sua boa fé".

Deixe seu Comentário

Leia Também

TECNOLOGIA
Aplicativo do Detran-MS recebe atualização para serviços pelo celular
CAMPO GRANDE
Mulher trans encontrada morta em árvore era formada em Artes Cênicas
ONLINE
Ferramenta ‘Localize na UFGD’ oferece mapa com setores da instituição
REGIÃO
Polícia vai investigar execução de mulher encontrada morta na Capital
POLÍTICA
Prefeito de Bandeirantes é cassado por crimes contra administração pública
NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil tem menor média de Covid desde junho; mortos passam de 143 mil
UEMS
Simpósio de Ensino em Saúde recebe submissão de trabalhos até 5 de outubro
BRASIL
Bolsonaro sanciona lei com pena maior, para maus-tratos contra cães ou gatos
CAPITAL
Mulher que dá cerveja a "boi" é localizada e vai responder por maus-tratos
POLÍCIA
Apreensão de carga milionária de maconha aconteceu próximo ao rio Dourados

Mais Lidas

POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Festa com mais de cem pessoas é encerrada no Novo Horizonte