quarta, 06 de julho de 2022
Dourados
31°max
14°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
BONITO

Jovem é preso no local de trabalho ao ser flagrado recebendo drogas que comprava pela internet

17 maio 2022 - 16h51Por Redação

Equipe da Seção de Investigações Gerais da Delegacia de Polícia de Bonito, juntamente com a Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) e Coordenadoria de Segurança Corporativa dos Correios, investigavam possível tráfico de drogas sintéticas transportadas por meio dos Correios. 

Segundo informações repassadas pela Coordenadoria de Segurança Corporativa dos Correios à Polícia Civil, encomendas com drogas, despachadas pelo mesmo remetente do Rio de Janeiro, já haviam sido interceptadas, sendo algumas pessoas presas em outros Estados da Federação.

Informações indicavam que outras encomendas com produtos sintéticos já haviam sido entregues para o suspeito e que ele recebia no seu local de trabalho, na agência da Caixa Econômica Federal de Bonito. 

De posse da informação de que uma nova correspondência seria entregue, nesta terça-feira (17), a equipe da DP de Bonito, com o apoio da equipe do Garras, foi até o local. Logo após receber a mercadoria, o suspeito foi abordado pela equipe policial.

A correspondência foi aberta e constatado que continha um envelope de plástico bolha com 50 unidades de entorpecente sintético, do tipo “ecstasy", também chamado de “bala”, com peso bruto total aproximado de 30 gramas. 

Após verificar o conteúdo da correspondência, o suspeito confirmou que adquiriu o entorpecente pela internet e que já tinha recebido outras cargas dias atrás. Ele disse que usava a droga em festas nos finais de semana com amigos. Disse também que possuía outros entorpecentes em sua residência.

A equipe o acompanhou até o local. Sobre o guarda-roupas do quarto foram localizados 26 selos de “LSD”, algumas porções de maconha (cerca de 36 gramas), uma pequena porção de haxixe (1,7 gramas), dois pacotes de 15 gramas cada um de produto descrito como “Alibaba Power Honey”, também conhecido como “Melzinho do amor”, produto cuja venda é proibida pela Anvisa e cujo teor será objeto de exame pericial.

Quanto ao “ecstasy” que teria recebido pelos Correios na sexta-feira anterior (13), o suspeito afirmou que já teria acabado. Também foram localizados apetrechos para o consumo de maconha.

O material foi apreendido e o investigado encaminhado para a Delegacia de Polícia para as providências de praxe. À companheira do suspeito foi informada do fato e solicitada a sua presença na Delegacia para prestar esclarecimentos.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA

Relator recomenda aprovação da PEC de auxílios sociais na Câmara

Enem 2022: candidato poderá apresentar documentos digitais, como CNH e e-Título, nos dias de prova
EDUCAÇÃO

Enem 2022: candidato poderá apresentar documentos digitais, como CNH e e-Título, nos dias de prova

ANÁLISE

Proibição de tatuagens e piercings em animais de estimação vai a Plenário

ELEIÇÕES 2022

Inscrições para mesários voluntários estão abertas; saiba como se inscrever

Mais de 30 idosos são vítimas de golpes virtuais em Dourados em seis meses
DOURADOS 

Mais de 30 idosos são vítimas de golpes virtuais em Dourados em seis meses

BRASÍLIA

Carro invade ponto de ônibus e deixa feridos e um morto

SAÚDE E BEM-ESTAR

Fibromialgia: dores constantes podem ser síndrome crônica; entenda

SELEÇÃO

Publicadas convocações dos classificados em concurso e processo seletivo da SED

LEGISLATIVO DE MS

Após pedido de Neno, novos policiais civis são empossados para Paranhos

ATENDIMENTO

Conversão de união estável em casamento é o serviço mais procurado da Justiça Itinerante

Mais Lidas

DOURADOS

Cinco professores estavam em veículo que se envolveu em acidente no Itahum

DOURADOS

Prefeitura abre concurso com quase 60 vagas com salários que chegam a R$ 8,3 mil

DOURADOS

Cantor é outro envolvido em acidente que deixou feridos entre Dourados e Itahum

CRIME PASSIONAL

Autor de homicídio no Flórida se passou pela própria esposa para atrair vítima e cometer o crime