sexta, 23 de fevereiro de 2024
Dourados
23ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
SIDROLÂNDIA

Investigador acusado de estuprar detenta em 'Sala Lilás' é demitido

06 dezembro 2023 - 22h05Por Da Redação/Midiamax

Investigador da Polícia Civil, Elbeson de Oliveira, condenado por estuprar uma detenta na Sala Lilás da delegacia de Sidrolândia, em abril de 2022, foi demitido após ter sido condenado a 13 anos, 7 meses e 15 dias de reclusão pelos crimes de estupro e importunação sexual, além de pagamento de R$ 10 mil em reparação de danos.

A demissão do policial foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, dia 06 de dezembro. “Aplicar a pena de demissão ao servidor Elbeson de Oliveira, do cargo de Agente de Polícia Judiciária, Função de Investigador de Polícia Judiciária, lotado na Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, do Quadro Permanente do Estado de Mato Grosso do Sul, com fundamento no artigo 164, inciso IV, no art. 172, incisos IV, XIII e XVII, por violação dos deveres estampados no art. 155, incisos V, VII, XVII, XVIII, XXVIII e XXIX, no art. 156, inciso II, XVII, XXVII, XXXIII e XXXVI, todos da Lei Complementar nº 114/2005. (PAD nº 09/2022/CGPC/MS).”

Segundo o site Midiamax, o investigador foi afastado do cargo no dia 20 de abril, quando foi publicado no Diário Oficial o afastamento compulsório do servidor, assinado pelo delegado corregedor-geral Márcio Rogério Faria Custódio. A decisão foi tomada após a decretação da prisão preventiva no dia 13 do mesmo mês.

 Foi determinado recolhimento das armas, carteira funcional e outros pertences do patrimônio público destinados ao policial, além da suspensão de senhas e logins de acesso aos bancos de dados da instituição policial, suspensão de férias e avaliação para fins de promoção.

O estupro

Os crimes começaram logo no dia em que a mulher foi presa, em 4 de abril de 2022. Detida por tráfico de drogas, ela foi levada pelo policial civil até a Sala Lilás, por volta das 19 horas. Na ocasião, a mulher foi estuprada, sem uso de preservativo. Depois, foi levada até um quarto com beliches, onde o crime se repetiu.

O investigador ainda teria dito para a vítima tomar um banho e depois ela foi levada para a cela. Em depoimento, ela contou que estava sozinha e não conhecia ninguém, por isso não contou sobre o crime naquele dia. Segundo a mulher, ela ainda foi ameaçada de morte pelo policial, que disse que, caso ela contasse alguma coisa, ele “iria buscá-la onde quer que fosse para matá-la”.

Durante a semana, por várias vezes o investigador teria retornado até a cela da vítima, onde conversava com ela pelas grades e ‘acariciava’ a detenta, que estava presa preventivamente. Na noite do dia 11, também por volta das 19 horas, novamente o policial retirou a interna da cela e a levou para a Sala Lilás.

Os estupros voltaram a acontecer. A vítima relatou que chegou a implorar para que o crime não acontecesse. Desta vez, ela voltou para a cela chorando. Outros internos questionaram por que ela chorava e o policial disse que ela estava sentindo saudade dos filhos. Algum tempo depois, a vítima confidenciou para a colega de cela o que tinha acontecido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso após furto de carro, colisão em muro e furto de moto
IVINHEMA

Homem é preso após furto de carro, colisão em muro e furto de moto

JUSTIÇA ELEITORAL

Julgamento que pode cassar mandato de Sergio Moro começa em abril

Morador de MS é condenado a 17 anos de prisão por atos golpistas
8 DE JANEIRO

Morador de MS é condenado a 17 anos de prisão por atos golpistas

Confederação reforça parceria e destaca referência de MS no vôlei de praia
ESPORTES

Confederação reforça parceria e destaca referência de MS no vôlei de praia

Diretor de trânsito manda taxistas "quebrarem" motoristas clandestinos no pau
RIBAS DO RIO PARDO

Diretor de trânsito manda taxistas "quebrarem" motoristas clandestinos no pau

REGIÃO 

Reitoria manifesta apoio à luta da categoria técnico-administrativa da UFGD

CAPITAL

"Gangue das Mulheres" volta à ativa e duas são presas após furto em loja

STF

Flávio Dino toma posse como ministro do Supremo Tribunal Federal

CORUMBÁ

Bombeiros e Marinha socorrem jovem atacado por queixada no Pantanal

ATOS GOLPISTAS

Valdemar e Torres depõem na PF sobre tentativa de golpe; Bolsonaro se cala

Mais Lidas

TACURU

Servidores são indiciados por desvio de recursos públicos em cidade do interior do MS

DOURADOS

Família procura homem desaparecido desde a manhã desta segunda em Dourados

PROIBIÇÃO

Projeto que veda por mais 5 anos a captura e comercialização do Dourado passa pela CCJR

PARTIDAS DOBRADAS

Operação cumpre mandado em Dourados e mira esquema que movimentou R$ 200 mi em notas frias