Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
(67) 99659-5905
MEIO AMBIENTE

Imasul apreende 343 kg de pescado em reforço na Operação Piracema

10 janeiro 2020 - 20h20Por Da Redação

Em três dias de trabalho na Operação Piracema, fiscais do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) apreenderam 343 quilos de pescado irregular em fiscalizações realizadas em peixarias e restaurantes de Campo Grande, na rodovia BR-262 e na estrada MS-352 (Ponte do Grego). A ação vai acontecer até 28 de fevereiro e deverá abranger todas as regiões de Mato Groso do Sul.

Um grupo formado por 30 servidores do Imasul, em sua maioria fiscais, foi designado para a Operação Piracema e está reforçando o trabalho de fiscalização do Governo Estado. “Desde quarta-feira (7), fiscais do Instituto têm saído a campo para verificar a situação em peixarias, restaurantes, hotéis, bares e similares na Capital. Hoje (10), iniciamos a atuação nas estradas, em conjunto com a PMA e com o apoio da PRF”, comenta o diretor-presidente do Imasul, André Borges, que acompanhou o trabalho dos fiscais no posto da PRF na BR-262, em Terenos, juntamente com o diretor de Licenciamento Ambiental do Instituto, Osvaldo Santos.

De acordo com o secretário em exercício da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Ricardo Senna, “esse reforço dos fiscais o Imasul nos trabalhos da Operação Piracema foi decidido em novembro do ano passado, quando anunciamos o trabalho conjunto de fiscalização para a Piracema”.

Balanço parcial

Entre quarta-feira (8) e quinta-feira (9), seis equipes, cada uma com três fiscais ambientais do Imasul, juntamente com a Vigilância Sanitária, vistoriaram 32 estabelecimentos em Campo Grande, dentre peixarias e restaurantes. Nestes locais foram apreendidos 335 quilos de pescado irregular (sem documentação ou exemplares fora do tamanho permitido no período de defeso).

Além disso, na ação realizada no posto da PRF na BR-262, foram realizadas 100 abordagens das 9 às 12 horas e apreendidos 8 quilos de pescado irregular. Na MS-352 (Ponte do Grego), foram realizadas mais 70 abordagens e aprendidas duas motosserras sem documentação (LPU – Licença de Porte e Uso). As equipes são coordenadas pela Gerência de Controle e Fiscalização (GCF) do Imasul. “Na próxima semana vamos intensificar a fiscalização nas rodovias e em outros pontos estratégicos do Estado”, informou Luís Mário Ferreira, gerente da GCF.

“Esse é um resultado parcial, mas a nossa ação vai até 28 de fevereiro, reforçando o trabalho da PMA. Essa atividade do Imasul integra o conjunto de ações integradas do Governo para coibir a pesca predatória durante o período de defeso nos rios de Mato Grosso do Sul”, finalizou André Borges.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Com eleição adiada, TSE é consultado sobre prazo de Ficha Limpa
RIO AQUIDAUANA
Ambiental multa homem em mais de R$ 5 mil por degradar mata ciliares
ASSEMBLEIA DE MS
Aprovado direito de incluir nome do cônjuge em faturas
CAMPO GRANDE
Hemosul realiza testagens laboratoriais de resultados do Covid-19, porém sem coletas no local
PANDEMIA
Bodoquena, Bela Vista e Terenos solicitam reconhecimento de calamidade pública
BRASIL
Mais de 200 mil candidatos se inscreveram no primeiro dia de abertura do Sisu
BRASIL
Senado aprova convite a Mourão para debater Conselho da Amazônia
CAMPO GRANDE
Na Capital, anta é resgatada após cair em piscina de chácara
DOURADOS
Dono encontra carro que havia locado “depenado” em barracão
ECONOMIA
Dólar fecha em alta com cautela externa por coronavírus

Mais Lidas

DOURADOS
Acusado de matar secretário pode ter tido surto de esquizofrenia
BR-163
Casal que morreu ao bater em carreta morava em Campo Grande
PANDEMIA
Dourados confirma mais três óbitos por coronavírus e ultrapassa 3 mil casos
PANDEMIA
Comerciante de 45 anos é a 37ª vítima do coronavírus em Dourados