Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99257-3397
PANTANAL

Identificado pescador que morreu atropelado por lancha em rio de MS

03 maio 2021 - 06h45Por Da Redação

Foi identificado como Carlos Américo Duarte, de 59 anos, o pescador que morreu em um grave acidente entre embarcações no início da tarde do último sábado, dia 1º de maio, no encontro dos rios Aquidauana e Miranda, região conhecida como Touro Morto. O local fica compreendido no município de Miranda, na região do Pantanal.

O filho de Carlos, que também ficou ferido no acidente, relatou à polícia que o barco em que eles estavam realizava uma curva, quando uma lancha que vinha na direção oposta ‘atropelou’ o barco. Além disso, a lancha estaria na via errada, ou seja, como se estivesse na contramão.

Para o filho do pescador, houve imprudência por parte do piloto da lancha, que conforme relato de testemunhas chegou a subir em cima da outra embarcação, passando por cima das vítimas. Segundo o site Midiamax, a ponta da lancha bateu em Carlos, que morreu no local. Já o filho dele e o piloteiro sofreram ferimentos, sendo que o segundo ficou em estado grave e está internado no Hospital de Miranda.

Também no depoimento do filho de Carlos, ele afirma que o piloto da lancha, seria um servidor da Casa Civil do Governo de Mato Grosso do Sul e que seria genro de um parlamentar, jogou garrafas de bebida fora após o acidente. Ele afirma que chegou a ficar desacordado por alguns instantes após a batida e viu o piloto do barco em que ele estava dizer ao piloto da lancha “Você matou o cara”.

Foi neste momento que ele viu o pai, Carlos, em óbito. Em seguida, o funcionário comissionado do Governo que estava na lancha teria começado a jogar garrafas de bebidas alcoólicas na água, depois saiu e fugiu, segundo as vítimas. Ele acabou localizado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) em uma caminhonete Toyota Hilux, na BR-262, com a mulher e os filhos, que também estavam na embarcação.

Apesar de confessar que havia bebido, ele não quis fazer o teste de bafômetro, foi levado para a delegacia e ouvido, mas liberado. Foi apurado então que ele não tem o Arrais, documentação necessária para pilotar a embarcação, mas disse que era apto. Ele responderá pelo homicídio culposo e também por duas lesões corporais culposas, mas o caso segue em investigação. Tanto a Polícia Civil quando a Marinha fazem a perícia do caso.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relojoaria na Avenida Marcelino Pires é furtada
DOURADOS
Relojoaria na Avenida Marcelino Pires é furtada
Em menos de 24h, polícia prende três indivíduos com mandados de prisão em aberto
REGIÃO
Em menos de 24h, polícia prende três indivíduos com mandados de prisão em aberto
De MS, Cowboy leva outro ouro e dupla feminina vai para Tóquio
PARADESPORTO
De MS, Cowboy leva outro ouro e dupla feminina vai para Tóquio
Polícia encerra festa com aglomeração em Bonito e apreende aparelho de som
REGIÃO
Polícia encerra festa com aglomeração em Bonito e apreende aparelho de som
Seminário online gratuito debate acessibilidade e inclusão digital
DIREITOS HUMANOS
Seminário online gratuito debate acessibilidade e inclusão digital
PANDEMIA
Dourados confirma mais de 200 novos casos de coronavírus e dois óbitos
POLÍTICA
Senado vai analisar projeto com novas regras para o licenciamento ambiental
REGIÃO
Bandidos invadem fazendas no interior do Estado
INTERNACIONAL
Israel destrói prédio em Gaza que abrigava escritórios de imprensa
ANAURILÂNDIA
Em MS, homem é autuado em R$ 65 mil por degradar área de córrego

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
DOURADOS
Criança encontrada morta apresentou problemas estomacais uma semana antes
CACHOEIRINHA
Polícia fecha ponto de distribuição de drogas e prende abastecedor