Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
FRONTEIRA

Homem morre atingido por dois tiros depois de reagir a assalto

26 dezembro 2017 - 06h46Por Da Redação

Ricardo Gimenez Vargas, 29, foi assassinado a tiros na madrugada de Natal, dia 25 de dezembro, depois de reagir a um assalto na região da fronteira entre Ponta Porã, do lado brasileiro e Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

Conforme o site Porã News, a vítima era garupa de uma motocicleta pilotada por um colega de 19 anos.

Os dois foram alcançados por assaltantes e um deles armado anunciou o roubo exigindo a motocicleta. No entanto, a vítima reagiu a ação dos bandidos e acabou atingida por dois tiros.

O homem chegou a ser socorrido ao hospital de Pedro Juan Caballero, mas não resistiu aos ferimentos. O colega, que pilotava a moto conseguiu fugir dos bandidos sem ser ferido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Empenhos de despesas com recursos próprios só podem ser emitidos até sexta-feira
ECONOMIA
Décimo terceiro salário deve injetar R$ 208 bi na economia
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
CORONEL SAPUCAIA
Quadrilha é presa ao tentar levar veículo roubado para o Paraguai
LEGISLATIVO DE MS
Neno Razuk solicita recursos para atender Associação de Piscicultores de Amambai
DOURADOS
Após fazer gesto obsceno para Guarda, adolescente é apreendido com celular furtado
DIVISAS INTEGRADAS
Operação coloca 20 mil policiais nas ruas e une MS e três Estados contra o crime organizado
APARECIDA DO TABOADO
Polícia fecha 'boca' e apreende mais de R$ 3 mil com traficante
PANDEMIA
MS registra mais onze óbitos e ultrapassa 81,4 mil casos de coronavírus
AGRONEGÓCIO
Plantio da soja avança com preço recorde da saca e mais da metade da safra já vendida

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
PROCURADO
Acusado pela morte de ator falsificou documento e disse ter nascido em MS