Menu
Busca sábado, 31 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Homem morre ao fugir da Polícia Ambiental

13 novembro 2004 - 17h38

 Dois homens em um barco colidiram em uma bóia de sinalização no rio Paraná, no município de Três Lagoas, a 324 quilômetros de Campo Grande. Um deles foi atirado do barco e morreu afogado.De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), o pescador profissional Luiz Carlos de Souza, de 44 anos foi atirado para fora da embarcação, após colidir em uma bóia de sinalização do rio. Ele teria batido com a cabeça no equipamento e morreu afogado. O outro homem, que não foi identificado, passa bem.Ainda de acordo com a PMA, os dois homens teriam avistado a polícia e começaram a fugir, quando houve a colisão. A Polícia Civil foi acionada e o Souza foi retirado do rio. O corpo foi encaminhado para o IML. Os dois estariam fugindo da PMA, segundo informações de populares à polícia. Os policiais não souberam informar se foram encontrados peixes ou material de pesca irregular. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PM prende homem com carro adulterado e espingarda calibre 12
MS
PM prende homem com carro adulterado e espingarda calibre 12
BRASIL
PF prende falsificador de cédulas foragido há 5 anos
Prefeitura informa novo recorde de vacinação com 7,6 mil doses em 24 horas
COVID-19
Prefeitura informa novo recorde de vacinação com 7,6 mil doses em 24 horas
PANDEMIA
Covid-19: Espanha libera entrada de voos do Brasil
STF
Ministro Alexandre de Moraes mantém prisão de denunciado por golpes milionários na internet
COVID-19
Anvisa recebe pedido para testes de vacina desenvolvida pela UFMG
JUSTIÇA DO TRABALHO
Carreteiro não será indenizado por dano existencial por jornada exaustiva
FALTOU CHUVA
Julho de 2021 chega ao fim entre os mais secos da história de Dourados
Museu da Língua Portuguesa é reaberto com presença de autoridades
STF
Ministro determina retomada de inquérito que apura suposta interferência de Bolsonaro na PF

Mais Lidas

ACIDENTE DOMÉSTICO
Após discussão com entregador jovem acaba ferido
PARAGUAI
Militares executados na fronteira eram sargentos da FTC
PONTA PORÃ
Bilhete ao lado de corpo esquartejado indica próximos "alvos" de criminosos
CLIMA
Dourados bate recorde de frio no ano com geada forte