Menu
Busca domingo, 07 de junho de 2020
(67) 99659-5905
MATO GROSSO DO SUL

Homem esfaqueado por sobrinho irritado com buzina recebe alta

04 abril 2020 - 09h35Por Da redação

Um zelador de 54 anos, morador em Coxim, recebeu alta de hospital nesta sexta-feira (3). Ele havia sido atingido por golpes de faca desferidos pelo próprio sobrinho de 17 anos. 

De acordo com informações do site Edição MS, a vítima que estava internada no Hospital Regional Álvaro Fontoura. 
O crime aconteceu no dia 28 de março após a vítima chegar em casa buzinando, como de costume. 

O seu sobrinho, um adolescente de 17 anos, teria se irritado e quando João entrou foi esfaqueado. O adolescente pegou uma faca grande e golpeou o tio.

Logo após ser acionado, a Polícia Militar deu início as buscas na tentativa de localizar o autor. Em aproximadamente uma hora após tentar contra a vida do tio, o autor foi localizado numa casa próximo ao buracão da Frei Cirino.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Filho de Flávio Migliaccio desabafa sobre morte do pai
CLIMA
Em sábado frio, temperatura não passou dos 20°C em Dourados
COM PREMIAÇÃO
Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul selecionará 150 projetos
MEIO AMBIENTE
Prevenção e combate a incêndios florestais em MS envolverá setor público e privado
SIDROLÂNDIA
Homem que estava desaparecido é encontrado morto sem as orelhas em açude
BRASIL
Prefeito de Santa Quitéria do Maranhão morre por Covid-19
BRASIL
Estudo defende aprimoramento de norma que avalia endividamento público
CAPITAL
Vítima salta de porta-malas com carro em movimento para fugir de bandidos
BRASIL
Bolsonaro defende divulgação atrasada e parcial de dados
SAÚDE
CCZ notifica seis pessoas para limpar quintal neste sábado, em Dourados

Mais Lidas

PANDEMIA
Dourados bate novo recorde e se aproxima de 500 casos de coronavírus
DOURADOS
Suspeito de apontar arma na cabeça de motoboy para roubar veículo é apreendido
DOURADOS
Polícia descobre central que abastecia “bocas de fumo” e prende traficante
PANDEMIA
“Há projeções de que o pior está por vir”, diz secretário após apresentar números da Covid