Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
CAPITAL

Homem é suspeito de chantagear com violão e estuprar esteada de 11 anos

13 janeiro 2021 - 19h50Por Da Redação

Familiares de uma menina de 11 anos, procuraram a polícia para registrar caso suspeito de estupro por parte de um homem contra a enteada, de 11 anos. Mãe e avô da criança estiveram na Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) de Campo Grande, na tarde desta quarta-feira, dia 13 de janeiro, onde afirmaram que a menina era abusada sexualmente pelo padrasto, há cerca de 5 anos.

O caso foi descoberto pelos responsáveis da garoto após a vítima revelar o abuso a familiares. A menina contou a esposa de um tio, com quem mora, que o suspeito usava violão comprado de presente a ela para chantagear e estupra-la.

"Ele deu o violão pra ela, só que ficava mais com ele e ele fazia chantagem com ela", diz o avó de menina, que não será identificado. Segundo ele, o padrasto ameaçava dizendo que se ela não fizesse o que ele mandava, não poderia usar o instrumento.

O familiar contou ainda que, há pelo menos dois anos, pessoas em volta da vítima começaram a perceber mudanças em seu comportamento. “De uns meses para cá ela começou a desenvolver uma empatia de não querer ficar com mãe e nem o padrasto, porque a cabeça dela foi formalizando que aquilo não era certo", cita o avô.

Por isso, atualmente, a menina estava morando com os tios. Ainda segundo ele, um ano após início dos abusos, quando a menina estava com 7, a mãe chegou a perceber algo de errado e, ao perguntar para a filha, descobriu que o pai “passava as mãos” pelo seu corpo. Porém, na época, a mulher chegou a colocar vítima frente à frente, momento em que o homem negou qualquer situação.

O avô relou também, que a filha e o suspeito estão separados há cerca de cinco meses, por isso, acredita-se que o último abuso tenha acontecido antes deste período.

Boletim de ocorrência foi registrado, esta tarde. Outras duas crianças, de 6 e 3 anos, filhas do suspeito, foram ouvidas pela polícia. A intenção é saber se as meninas também foram vítimas do pai.

À reportagem do site Campo Grande, o avô falou ainda a criança chegou a passar por exame de corpo de delito, no Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal), que constatou indícios de tentativa de penetração, no corpo da vítima. Para ele, os abusos aconteciam após momentos de bebedeira do ex-genro, quando a mãe se ausentava para dormir. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo vai investir R$ 4,86 milhões para construir ponte de concreto sobre o Rio Iguatemi
ESTADO
Governo vai investir R$ 4,86 milhões para construir ponte de concreto sobre o Rio Iguatemi
Detran-MS esclarece sobre processos de suspensão do direito de dirigir
HABILITAÇÃO
Detran-MS esclarece sobre processos de suspensão do direito de dirigir
Inscrições para audiência pública sobre letalidade policial terminam nesta sexta
STF
Inscrições para audiência pública sobre letalidade policial terminam nesta sexta
Polícia apreende R$ 250 mil em pacotes de cigarro em Dourados
CONTRABANDO
Polícia apreende R$ 250 mil em pacotes de cigarro em Dourados
Governo retira limite para financiar projetos de telecomunicações
BRASIL
Governo retira limite para financiar projetos de telecomunicações
DOURADOS
Conselho sugere auditoria externa independente para apurar dívidas da Funsaud
REGIÃO
Após denúncia, "boca de fumo" é fechada e traficante presa
ECONOMIA
Preço da maçã, banana e melancia sobe forte em dezembro, aponta Conab
BRASIL
Governo suspende exigência de prova de vida de aposentados federais
MARACAJU
Mulher é presa carregando mais de 200 kg de maconha em veículo

Mais Lidas

ACIDENTES
Trânsito de Dourados faz terceira vítima fatal no ano, todas motociclistas
TEIXEIRA
Ex-primeira-dama morre cinco dias após o marido em Dourados
BR-276
Carreta com quase dez toneladas de maconha é apreendida em Dourados
DOURADOS
Empresária leva prejuízo de R$ 7 mil ao ter loja arrombada por ladrões em bairro