Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
FRONTEIRA

Homem é preso com maconha que seria entregue no litoral de SP

13 agosto 2020 - 10h40Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

Policiais rodoviários federais apreenderam três toneladas de maconha na manhã desta quinta-feira (13/8). O flagrante ocorreu na linha internacional, que liga as cidades de Ponta Porã a Aral Moreira. 

A droga estava num caminhão abordado pela equipe e conduzido por homem identificado como Irnelson, 54, morador em São Paulo (SP).

Ao solicitar a documentação do veículo e a Nota Fiscal do produto que levava, o condutor entrou em contradição por várias vezes. 
Na carga de milho foram encontrados diversos fardos do entorpecente. 

Questionado, o motorista informou ter sido contratado para levar a maconha até Santos (SP) e pelo transporte receberia R$ 50 mil. 

A ocorrência será encaminhada à delegacia de Ponta Porã. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Semana da Conciliação 2020 será de 30 de novembro a 4 de dezembro
MEIO AMBIENTE
MPF recorre a tribunal para afastar o ministro Ricardo Salles do cargo
IMPOSTO
Prazo para pagar licenciamento de veículo com placas final zero termina amanhã
PARAGUAI
Policiais que escoltavam brasileira resgatada de hospital são presas
TEMPO
Quinta-feira nublada com chuva a qualquer hora do dia em Dourados
SAÚDE & BEM - ESTAR
O diagnóstico precoce de Glaucoma pode evitar a perda irreversível da visão!
RESGATE
Fuga de brasileira na fronteira teve ajuda da polícia paraguaia
PREVIDÊNCIA
Antecipação do BPC e do auxílio-doença é prorrogada até 30 de novembro
COXIM
“Ele atirou para se defender”, diz defesa de tatuador que matou colega
REGIÃO
UEMS Dourados abre inscrições a Mestrado em Recursos Naturais

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
PROCURADO
Acusado pela morte de ator falsificou documento e disse ter nascido em MS