Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
FRONTEIRA

Homem é executado a tiros ao parar com Mercedez em semáforo

13 agosto 2020 - 22h35Por Da Redação

Diego Arguello, de 29 anos, foi executado a tiros na noite desta quinta-feira, dia 13 de agosto, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul.

Segundo o site Campo Grande News, Diego foi morto enquanto estava parado com o veículo dele, um Mercedes Benz, em um semáforo, próximo ao posto de gasolina Futurista da cidade. No vidro do veículo, ficaram as marcas de dezenas de tiros disparados em direção a cabeça da vítima.

As informações iniciais são de que a vítima foi alvejada com dezenas de disparos de arma semi automática de grosso calibre. Peritos e agentes da Polícia Nacional do Paraguai atenderam a ocorrência. Não se sabe ainda quanto tiros acertaram o rapaz e o paradeiro do criminoso. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Menina de 7 anos sofreu ferimento no rosto ao cair de muro, diz polícia
AJUDA NA PANDEMIA
Câmara aprova auxílio emergencial para trabalhadores do esporte
CASSILÂNDIA
Motorista é preso após entrar na contramão, atropelar ciclista
EDUCAÇÃO
Unidade 1 da UFGD está atendendo, de forma restrita, pela recepção
GREVE
Funcionários dos Correios acatam decisão judicial e voltam ao trabalho
EDUCAÇÃO
UEMS prorroga até esta quarta-feira a eleição da Comissão Permanente
SAÚDE
Justiça libera recursos para compra de medicamento para o bebê Írio
PONTA PORÃ
Polícia Federal apreende 42 quilos de cocaína na região de fronteira
CAMPO GRANDE
Cabeleireiro encontrado em córrego sofria de depressão e deixa filha de 12 anos
JUDICIÁRIO
Vendedores de imóvel devem restituir valor da entrada de contrato rescindido

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista bêbado atropela cinco pessoas que voltavam da igreja no Novo Horizonte
ESTADO
Confraternização em fazenda termina com tragédia após briga familiar
TRAGÉDIA
Bombeiro em Dourados morre durante acidente em Santa Catarina
DOURADOS
Amigos e familiares de entregador morto em acidente pedem que justiça seja feita