Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
HOMICÍDIO

Foragido da Justiça de SP é preso com arma em distrito

14 agosto 2014 - 10h41

Fábio da Silva, 35, morador no distrito de Porto Vilma, município de Deodápolis, foi preso na noite de quarta-feira (14) por policiais da Defron (Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes de Fronteira). Contra ele havia um mandado de prisão expedido pela Justiça de São Paulo, por um homicídio ocorrido em 2001, no município de Guarujá.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, os policiais realizavam rondas de rotina pela região, quando encontraram o rapaz em atitude suspeita.

Durante revistas, foi encontrado uma espingarda calibre 28 e dado voz de prisão à ele.

Encaminhado para a delegacia do 1º Distrito Policial de Dourados, foi constatado o mandado contra Fábio que acabou autuado em flagrante pelo porte de arma e também pela ordem judicial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO
Mulher é autuada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
ANEEL
Conta de energia continua com bandeira vermelha em outubro
CAPITAL
Haitiano invade delegacia, detona viatura e dá prejuízo de R$ 25 mil
Inova Unigran inicia o evento "Investimento & Startup" na terça-feira
GERAL
Inova Unigran inicia o evento "Investimento & Startup" na terça-feira
Mulher inventa roubo de carro alugado e acaba autuada ao registrar BO
REGIÃO
TJ/MS implementará 100% dos serviços presenciais no dia 18 de outubro
VIOLÊNCIA
Homem volta com foice após falhar ao tentar matar homem a tiros
EDUCAÇÃO
UEMS realiza palestra sobre 'Leitura e Literatura para bebês e crianças'
BATAYPORÃ
Polícia Civil prende mulher condenada por tráfico de drogas
BRASIL
Ministro anuncia dose de reforço contra Covid a profissionais de saúde

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto em casa por funcionária na Vila São Brás
RACISMO
Em SP, DJ Alok recorda exclusão de integrantes do 'Brô MCs' durante show em Dourados 
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
DOURADOS
Júri condena jovem que matou amiga com tiro na nuca e alegou 'acidente'