Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Suspeito de conduzir caminhão com 33t de maconha é preso no MT

29 setembro 2020 - 09h20Por Jessica Beatriz e Osvaldo Duarte

Na última semana, foi preso Nilson Fernandes dos Santos Junior, em Nova Mutum (MT). Ele é suspeito de ser o motorista do caminhão Bitrem, apreendido com 33,3 toneladas de maconha, em uma estrada vicinal que dá acesso à rodovia MS-166, no município de Maracaju. Na ocasião, dois “batedores de estrada” foram presos, porém, o condutor do veículo conseguiu fugir do local.

Conforme ocorrência, o suspeito é morador do BNH 4ª Plano, em Dourados. A prisão foi efetuada em uma ação que envolveu equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil, após investigações com informações da Defron (Delegacia Especializada de Repreensão aos Crimes de Fronteira), de Mato Grosso do sul.

De acordo com informações policiais, foi solicitada a transferência do autor para Dourados e, após autorização, ele foi transferido de Nova Mutum até Campo Grande em um avião cedido pela Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) e encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), em Dourados, em uma viatura da Defron.

Em contato com a reportagem do Dourados News, o advogado Rodrigo Helder, responsável pelo caso, comunicou que, “a princípio, a informação que nós temos é que não era ele o condutor do caminhão. Ele havia comprado o caminhão com o patrão dele, por isso o caminhão estava no nome dele”.

Além disso, o advogado relatou que o patrão havia dado alguns dias de descanso para o motorista, alegando que precisava fazer alguns reparos no caminhão e a viagem teria acontecido neste período. “Temos algumas provas para apresentar a polícia ainda de que ele não estava no local dos fatos, naquele dia da abordagem”, enfatizou.

Caso

No dia 26 de agosto, policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) apreenderam o veículo encontrado abarrotado de maconha, totalizando 33,3 toneladas. A carga é considerada a apreensão recorde no Brasil. Estima-se que o prejuízo ao crime organizado seja superior a R$ 50 milhões.

Conforme informado pelo Dourados News, a carga foi incinerada no dia 2 de setembro. A queima do entorpecente, que teve autorização do poder judiciário, foi realizada na Farinheira São Francisco, no Distrito Industrial de Dourados.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

STJ
Ministro Humberto Martins presta homenagem ao jurista Paulo Bonavides
STF
Provas obtidas por interceptação telefônica baseada apenas em denúncia anônima são ilícitas
ESPORTE
Com três de Falcão, Grêmio goleia em estreia na Liga Fut7 Nacional
CRIME AMBIENTAL
Flagrado com jacaré abatido terá que pagar multa de R$ 5 mil
STJ
Primeira Seção admite renúncia a valores para demandar em juizado especial federal e evitar fila de precatórios
REGIÃO
PM recupera bicicletas e motos furtadas em aldeia
ESTADO
Interior de MS volta a receber carreta da Justiça no próximo dia 5
STF
Ministro suspende penhora de verbas públicas para satisfação de crédito de terceiro
ESTADO
Pescadores são flagrados e presos com 30 redes, petrechos e 20 kg de pescado
TRANSTORNOS
Pesquisa revela aumento da ansiedade entre brasileiros na pandemia

Mais Lidas

JÚRI
Assassinos de jovem após "tribunal do crime" em Dourados são condenados
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Homem suspeito de estuprar criança que saiu para comprar doce é colocado em liberdade
AVENIDA PRESIDENTE VARGAS
Titan com quase R$ 400 mil em multas é apreendida em Dourados