Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
FISCALIZAÇÃO

Fábrica de ração é autuada por lançar resíduos contaminados ao solo

16 setembro 2020 - 10h38Por Redação

Na tarde desta quinta-feira (15), a Polícia Militar Ambiental de Aparecida do Taboado autuou uma fábrica de ração animal em R$ 10 mil após uma denúncia de crime de poluição. A indústria, que fica nas proximidades do município, lançava efluentes líquidos e sólidos ao solo de maneira inadequada.

Durante a vistoria, os policiais verificaram que os rejeitos contaminantes (óleo) eram lançados diretamente ao solo, possibilitando a contaminação do lençol freático. Esse material é resultado da fabricação de ração animal, obtida pelo processo de extrusão do cozimento de carcaças de peixes coletadas nas pisciculturas da região, o qual tem alto poder de contaminação.

De acordo com informações da PMA, os resíduos eram lançados em buracos escavados no solo sem qualquer tipo de barreira para evitar a contaminação da área. Em seguida, os buracos eram entupidos com porção da terra retirada da escavação. Além disso, no local havia o descarte inadequado de embalagens plásticas, em um buraco na área da fábrica. Todas as atividades contrariam as condicionantes da Licença Ambiental expedida pelo órgão à empresa.

As atividades foram interditadas até a regularização do tratamento e o diretor da indústria foi notificado a remover todo o material contaminante e a regularizar um sistema adequado de tratamento dos efluentes, segundo informações da PMA.

A fábrica foi autuada administrativamente e multada. Os responsáveis também poderão responder por crime ambiental, com pena prevista de um a quatro anos de reclusão. Eles foram notificados a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada, junto ao órgão ambiental.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Modelo é estuprada sob ameaça e usa rede social para falar do crime
POLÍTICA
Maia diz que visita de secretário de Trump afronta autonomia do Brasil
CRIME AMBIENTAL
Paulista é autuado em R$ 22 mil por desmatamento ilegal de vegetação nativa
FUTEBOL
Prefeitura do Rio autoriza volta do público aos jogos no Maracanã
CAPITAL
Um dia após pedir medida protetiva, mulher tem pertences incendiados
RECURSOS NATURAIS
Egressa da UEMS desenvolve cosméticos artesanais veganos
SÃO GABRIEL
Censurado, outdoor anti-bolsonarista amanhece com Artigo da Constituição
UFGD
Inscrições ao Vestibular de Licenciatura em Letras-Libras começam 2ª-feira
BRASILÂNDIA
Após ganhar liberdade, mulher que matou homem volta para prisão
RECURSOS
União deposita R$ 20 milhões da Lei Aldir Blanc para Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

PERIGO POTENCIAL
Vendaval pode atingir Dourados e outras 35 cidades de MS, segundo alerta do Inmet
DOURADOS
Mulher estaciona em vaga preferencial e é xingada por médico
ELEIÇÕES 2020
Convenções chegam ao fim e sete nomes são lançados à prefeitura de Dourados
FRONTEIRA
Estudante morre após procedimento estético em clínica clandestina