Menu
Busca sábado, 28 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
CAPITAL

Esposa agride mulher que pediu ‘mangueira’ do marido emprestada

08 janeiro 2020 - 21h20Por Da Redação

Uma trabalhadora de 48 anos foi agredida por outra mulher na manhã desta quarta-feira, dia 08 de janeiro, no bairro Caiçara, em Campo Grande. Segundo o site Midiamax, ela teria pedido uma mangueira de água a um colega de trabalho, mas a mulher dele não gostou e a agrediu.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, a vítima estava limpando o apartamento onde trabalha, quando pediu ao colega de serviço para que passasse a mangueira de água pela janela, para que ela pudesse limpar um cômodo.

A esposa do rapaz estava no apartamento e não gostou do pedido da vítima, quando passou a agredi-la com tapas e puxões de cabelo, até a agressão ser contida. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa, na 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GRANDE DOURADOS
Carreta da Justiça atenderá Jateí na segunda-feira
TRF3
Advogado está isento de anuidade da OAB a partir dos 70 anos de idade e 30 de contribuição
BRASIL
Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag
PANDEMIA
Fachin solicita informações sobre cumprimento de liminar que restringiu operações policiais no RJ
Dezembro terá três leilões com mais de 700 motocicletas pelo Detran
MS
Dezembro terá três leilões com mais de 700 motocicletas pelo Detran
ELEIÇÕES 2020
Para justificar ausência no domingo, eleitor deve baixar e-Título hoje
STF
Ministro intima PGR para que se manifeste sobre desistência de Bolsonaro de prestar depoimento
ESTADO
Agepen institui comissão para regulamentar critérios na seleção de reeducandos para o trabalho
STJ
Joesley Batista terá de pagar R$ 300 mil a Michel Temer por danos morais
INVESTIGAÇÃO
Perícia no tapa-buracos de Dourados deve ter resultado preliminar na segunda-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Com leitos de UTI's lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Júri condena membros de grupo de extermínio a mais de 100 anos de prisão
PEDRO JUAN
Quatro corpos são encontrados enterrados na fronteira
BONITO
Mãe de bebê também morre após carro bater em coqueiro na MS-382