segunda, 24 de junho de 2024
Dourados
21ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
'SEGURANÇA LEGAL'

Empresas clandestinas de segurança são alvos de Operação da Polícia Federal em MS

24 maio 2024 - 10h13Por Da Redação

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (23) a oitava fase da Operação Segurança Legal, voltada para o combate a empresas clandestinas de segurança privada. A operação, que abrange todas as unidades da PF no país com exceção do Rio Grande do Sul devido às enchentes, envolveu mais de 460 policiais federais e realizou ações fiscalizatórias em 25 capitais, além do Distrito Federal, e nas 96 unidades descentralizadas da Polícia Federal.

Em Mato Grosso do Sul, a operação teve um impacto significativo. Durante dois dias de fiscalização intensa, 64 empresas foram inspecionadas. Como resultado, foram lavrados sete autos de encerramento por atividade clandestina e um auto de notificação de tomador de serviço irregular.

A Operação Segurança Legal VIII tem como objetivo principal encerrar as atividades de empresas que executam segurança privada sem autorização da Polícia Federal. Desde 2017, a PF realiza essa operação de âmbito nacional, coordenada pela Divisão de Controle e Fiscalização de Segurança Privada (DICOF) e deflagrada pelas Delegacias de Controle de Segurança Privada (DELESP) nas capitais e pelas Unidades de Controle e Vistoria nas Delegacias Descentralizadas.

A contratação de serviços de segurança privada clandestinos representa um grave risco para a integridade física das pessoas e para o patrimônio dos contratantes. Os “seguranças” clandestinos não se submetem ao controle da Polícia Federal quanto aos seus antecedentes criminais, formação, aptidão física e psicológica. Além disso, as empresas que operam na clandestinidade não observam os requisitos mínimos de funcionamento previstos na legislação.

Em todo o Brasil, a operação fiscalizou cerca de 500 estabelecimentos, incluindo casas noturnas, comércios, condomínios e outros. Em algumas regiões, a ação da PF foi ainda mais crítica. No interior do Pará, por exemplo, a fiscalização precisou contar com o apoio de um grupo tático da PF devido à suspeita de atuação de milícias na segurança privada. Em Marabá (PA), três policiais militares foram identificados atuando como seguranças privados utilizando armas da corporação sem curso de vigilante e foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil para esclarecimentos.

Em Santa Catarina, um homem foi preso e teve sua arma apreendida por atuar como vigilante utilizando armamento pessoal. Além disso, um estrangeiro foi autuado por exercer atividade de segurança privada de forma irregular.

A Polícia Federal reitera a importância de contratar serviços de segurança apenas de empresas autorizadas e devidamente regulamentadas.
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher mata companheiro com golpe de faca no pescoço
DOURADOS

Mulher mata companheiro com golpe de faca no pescoço

Após oito dias, incêndio no Parque Nacional do Itatiaia é extinto
MEIO AMBIENTE

Após oito dias, incêndio no Parque Nacional do Itatiaia é extinto

EM PAUTA

Barroso diz ver 'potencialidades' na IA, mas afirma que 'massificação da desinformação' preocupa

Ossuna Braza e Marcos Assunção abrem o Som da Concha 2024; show será no dia 7 de julho
ENTRETENIMENTO

Ossuna Braza e Marcos Assunção abrem o Som da Concha 2024; show será no dia 7 de julho

A discussão sobre o Aborto....
ARTIGO

A discussão sobre o Aborto....

BR-262

Quatro são presos por tráfico e carga de droga é interceptada

BRASIL

Grandes usinas solares igualam capacidade da hidrelétrica de Itaipu

ESPORTES

Corumbaense goleia Novo e chega invicto à decisão do Estadual Sub-13E

DEBATE

Operadoras poderão ser obrigadas a oferecer planos de saúde individuais

CULTURA

IV Feira da Literatura de MS começa na quarta-feira em Dourados

Mais Lidas

OPORTUNIDADE

Frigorífico abre 360 vagas de emprego em Dourados

DOIS IRMÃOS DO BURITI

Prefeitura de MS abre concurso com salários que ultrapassam R$ 14 mil

CAMPO GRANDE

PMs sequestraram motorista de caminhão para roubar droga

DOURADOS

Final de semana permanece quente e seco, mas temperatura despenca nos próximos dias