Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99659-5905
CIÚMES

Dona de casa e adolescente mataram e enterraram menina de 13 anos

23 janeiro 2020 - 19h50Por Da Redação

Um adolescente de 15 anos foi apreendido pela Polícia Civil de Chapadão do Sul, por ter envolvimento no assassinato da adolescente de 13 anos, identificada como Ingrid Lopes Ribeiro, que estava desaparecida há três meses. Uma dona da casa foi presa pela polícia também por ter envolvimento no crime. O corpo da menina foi encontrado na noite desta quarta-feira, dia 22 de janeiro.

Segundo informações passadas pelo delegado Felipe Potter, o adolescente se entregou a polícia acompanhado de seu pai, nesta quinta-feira (23). Em depoimento, o garoto confessou a participação no crime afirmando que a proprietária da casa seria a mandante do assassinato, que foi motivado por ciúmes.

De acordo com Potter, Ingrid estaria se relacionando com o ex- namorado da proprietária da casa, e por ciúmes ela teria arquitetado uma emboscada para matar a adolescente que foi atraída até a residência e morta com golpes de machadinha e faca.

Em depoimento, o adolescente contou que a mulher teria sido responsável pelos golpes de machadinha na cabeça de Ingrid e ele ajudado a esfaquear a menina, que foi deixada na casa por aproximadamente quatro dias, sendo que só depois desses dias eles retornaram a residência para enterrar o corpo da garota em uma cova de cabeça para baixo. Segundo o site Midiamax, os braços e pernas de Ingrid estavam amarrados e a cabeça coberta com um saco plástico.

Quando da sua prisão, a mulher teria dito que não havia participado da morte da adolescente, que só havia emprestado a casa para o cárcere dela e que havia limpado o sangue deixado na residência, o que foi desmentido pelo garoto. Agora será pedido pela internação do menino em uma Unei.

Uma denúncia anônima levou os policiais a casa onde estava o corpo. Segundo a polícia, a pessoa que fez a denúncia disse onde o corpo estava e deu detalhes como foi enterrado.

Aos fundos da casa existe um pequeno espaço, onde os autores, ou autor, cavou e enterrou o corpo em volta de um lençol. Posteriormente, foi colocado uma “carriola” sobre o local para dificultar a visão da terra remexida. O local é uma casa afastada, a uns 10 metros da rua. Mesmo abandonada, ainda há moveis em seu interior.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
TJMS condena réu de tentativa de furto por resistência e desacato
ECONOMIA
Petrobras bate recorde na produção de diesel menos poluente
PANDEMIA
Secretarias municipais devem encaminhar resultados de testes rápidos da Covid-19 à SES
CALIFÓRNIA
Corpo de atriz de Glee é encontrado por oficiais
REGIÃO
Adolescente é apreendido pela PM pela décima vez em 2020
BRASIL
Mourão diz que desmatamento foi além do aceitável na região amazônica
EDUCAÇÃO
Feira científica de MS abre inscrições para alunos da rede pública e privada de todo o Brasil
REGIÃO
Quatro são autuados pela PMA por pesca ilegal no rio Sucuriú
COTAÇÃO
Dólar fecha em alta atento a cenário externo
REGIÃO
Barraca de atendimento a suspeitos de Covid-19 é rasgada por vândalos

Mais Lidas

DOURADOS
‘Deus no comando amem’: antes de crimes, atirador postou pregação religiosa
BARBÁRIE
Homem assassina ex, atira em crianças e se mata no altar de igreja em Dourados
DOURADOS
Atirador baleou criança de quatro anos na cabeça ao abrir fogo para matar ex-mulher
DOURADOS
Atirador chegou em igreja na hora da comunhão e entrou dizendo ter feito bobagem