quarta, 24 de julho de 2024
Dourados
21ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
SÃO GABRIEL DO OESTE

Discussão por pensão de filha não registrada resultou em atentado que matou garota de programa

24 junho 2024 - 17h05Por Jessica Beatriz, com informações PCMS

Na tarde desta segunda-feira (24), a Polícia Civil emitiu uma nota sobre o assassinato de Jennifer Gimemes Morgenrotti (22), ocorrido no domingo (23), em São Gabriel do Oeste. Uma discussão por pensão teria motivado o crime praticado por um homem, de 61 anos, que não teve a identidade revelada.

Conforme informado pelo Dourados News, a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de São Gabriel do Oeste, durante a madrugada desta segunda-feira (24), prendeu o homem em flagrante, acusado de matar a jovem de 22 anos e tentar matar outra mulher, de 27 anos. 

Segundo apurado, a Polícia Civil tomou conhecimento dos fatos por volta das 17h do domingo, sendo que as informações iniciais davam conta de que na área rural de São Gabriel do Oeste, duas mulheres teriam sido alvejadas por disparos de arma de fogo.

Jennifer levou um tiro na nuca e morreu na hora, já a outra jovem se fingiu de morta e conseguiu fugir em seguida. Ela foi socorrida por fazendeiros da localidade e encaminhada com vaga zero para Campo Grande, devido à gravidade do caso.

Diante disso, as Delegacias de Polícia Civil de Rio Verde e São Gabriel do Oeste, além da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Perícia foram até o local e constataram veracidade das informações. 

Foram feitas diversas buscas em possíveis endereços em que o autor poderia estar, tanto por equipes da Polícia Civil quanto da Polícia Militar, e, por volta de 1h da madrugada, uma equipe coordenada pelo delegado Edson Caetano localizou e prendeu o autor em uma chácara, ainda em São Gabriel do Oeste. 

O homem recebeu voz de prisão e foi conduzido para a delegacia, onde foi autuado por: destruição, subtração ou ocultação de cadáver; feminicídio; feminicídio tentado, violência doméstica e familiar na forma tentada e fraude processual, se a inovação se destina a produzir efeito em processo penal, ainda que não iniciado, as penas aplicam-se em dobro.

Embora o idoso tenha ficado em silêncio, uma testemunha, não identificada, contou que o autor afirmou ter uma filha de menos de dois anos de idade com a vítima sobrevivente, mas que não está registrada no nome dele. Eles se relacionavam sempre com retribuição de valores pecuniários.

Ainda segundo a testemunha, as duas jovens seriam garotas de programa e estariam no local para se relacionar com o autor, mediante pagamento. No entanto, o indivíduo e a vítima sobrevivente, de 27 anos, teriam discutido por conta da pensão da filha, quando ele atirou em ambas.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Divulgado resultado preliminar da seleção de professores de ioga
EDUCAÇÃO

Divulgado resultado preliminar da seleção de professores de ioga

OUSADIA

Ladrão chama chaveiro, abre apartamento e leva eletrônicos

ANTIRRETROVIRAL

Remédio injetável é 100% eficaz na prevenção do HIV, diz estudo

Agência antidrogas faz buscas por traficante brasileiro na fronteira
PARAGUAI

Agência antidrogas faz buscas por traficante brasileiro na fronteira

TECNOLOGIA

Sistema de informação do governo fica indisponível; PF é acionada

CAPITAL

Acusado de invadir casa de defensor público e roubar joias é preso

MERCADO FINANCEIRO

Dólar sobe e fecha aos R$ 5,65, em dia de pressão contra emergentes

NAVIRAÍ

Polícia Civil elucida homicídio qualificado e prende suspeito em Caarapó

MUNDO NOVO

Fiscais Estaduais doam imóvel no valor de R$ 2,5 milhões para UEMS

AQUIDAUANA

Homem que matou idosa, roubou objetos para trocar por drogas

Mais Lidas

DOURADOS

Mais de três anos depois, Exército finaliza obras na pista do Aeroporto

DOURADOS

Expo-Flor começa na próxima semana na Praça Antônio João

DOURADOS

Aeroporto tem parte burocrática adiantada, mas Anac solicita 'pequenas correções' na pista

DOURADOS

Corpo encontrado carbonizado em rodovia é de servidor aposentado; mulher é presa na ação