Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
EXTORSÃO

Crimes cibernéticos aumentam em Dourados e polícia faz alerta

04 fevereiro 2020 - 11h43Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

Os crimes cibernéticos têm aumentado consideravelmente em Dourados nesse início de 2020, segundo o delegado do 1º Distrito Policial, Erasmo Cubas. Apesar de ainda não haver números exatos dos fatos ocorridos, ele aponta vários novos registros reclamados pela população. 

Em entrevista ao Dourados News na manhã desta terça-feira (4/2), ele citou três casos comuns vistos na cidade e, em quase todos eles, os relatos são de extorsão às vítimas.

“Percebemos um aumento grande de registros desses crimes e também de casos sem o registro de ocorrência”, contou. 

Entre as ações mais comuns, o delegado pontua a clonagem de contas no aplicativo de mensagem whatsapp e através de conversas íntimas pelo mesmo meio e também Facebook. 

“São casos como solicitações de dinheiros para parentes e amigos, que duram curto espaço de tempo até que seja descoberto e também quando envolve a intimidade das pessoas”, pontuou. 

No primeiro caso, Cubas cita exemplos de clonagem de números e imagens para fazer com que a vítima acredite estar conversando com um conhecido. 

Já em outros, ele relata que criminosos buscam imagens na internet e se passam por pessoas de boa aparência, iniciando troca de informações que se tornam mais íntimas após determinado período. 

“Ele [criminoso] procura por fotos públicas ou de grupos grandes do whatsapp, depois pega um celular, instala o chip em nome de terceiro e coloca a imagem de outras pessoas para começar a extorquir. O Facebook também tem ferramentas que possibilitam vídeo-chamadas e os golpistas usam imagens de mulheres fora do país, principalmente, para solicitar amizade. Depois iniciam conversas com pessoas casadas, entram em papo íntimo, com alguns pedidos de vídeo, e depois pedem dinheiro para que não divulguem”, relata o delegado.

Apesar de intimidação, o policial alerta para que os alvos dos golpistas tenham calma sobre os pedidos de pagamento. 

“Quem transfere esses valores acaba absorvendo prejuízo financeiro e fica difícil identificar o autor do crime. Pelo whatsapp ele pode realizar uma chamar vídeo para saber quem está do outro lado da linha. É importante que não ceda a extorsão, porque a pessoa vai manter contato com você. Procure a polícia, tenha calma, que em alguns casos é possível identificar”, finalizou. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Quinta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
SÃO GABRIEL
Jovem é presa ao pedir carona para transportar mochila com cocaína
CÓDIGO PENAL
Senado Federal aprova pena maior para crimes de racismo e homofobia
OPERAÇÃO SPARTACUS
Exército prende 2 pessoas, apreende 57 armas e 25 mil munições
POLÍTICA
Bolsonaro edita MP que isenta conta de luz para moradores do Amapá
NOVA ANDRADINA
Polícia Civil destrói 822 quilos de drogas no Vale do Ivinhema
REGIÃO
Startup-se Bioeconomia reúne jovens para identificar oportunidades
CAPITAL
Dependendo de moto para trabalhar, família tem veículo furtado
JUDICIÁRIO
STF adia decisão sobre remarcação de concursos por crença religiosa
Sobe para 41 o número de mortos em acidente no interior de São Paulo

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
DOURADOS 
Foragido, autor de homicídio condenado a 16 anos é preso no Novo Horizonte
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia
IMPROBIDADE
Caso de vereador que perdeu mandato em Dourados tem desfecho no STJ