Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
CAPITAL

Vizinho denuncia e Conselho encontra crianças abandonadas

Uma delas sofreu abusos sexuais do pai com ajuda da própria mãe

16 janeiro 2020 - 10h51Por Da Redação

O Conselho Tutelar de Campo Grande resgatou quatro irmãos com idades de 3 a 13 anos vivendo em situação de abandono, numa casa localizada no Jardim Tijuca, na Capital. O caso foi registrado no início da tarde de ontem (15) e será investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Conforme o Campo Grande News, o caso foi descoberto após o vizinho da família relatar que teria recebido um vídeo do pai das crianças abusando de umas das meninas, a de 7 anos. A conselheira Letícia Louveira relata que no local foi constatado que os irmãos viviam em situação insalubre - em meio à sujeira e se alimentando de comida não apropriada para o consumo.

Até o momento os pais não foram localizados. Por isso, os quatro foram ouvidos na delegacia e na sequência levados para um abrigo da cidade.

Ainda segundo o site, a polícia descobriu que a menina de 7 anos sofreu abusos sexuais do próprio pai com a ajuda da mãe. Nas imagens obtidas pela polícia, a mulher imobiliza a filha para que o marido pratique o estupro. 

A criança disse que já sofreu a violência outras vezes, sendo a última ocorrida em dezembro. 

O celular do adolescente de 13 anos será periciado, já que algumas imagens ou vídeos foram apagados e a polícia quer saber o conteúdo deste material. 

As crianças foram ouvidas ontem na delegacia. A menina de 7 anos relatou que foi violentada mais de uma vez, a última, em dezembro de 2019. Os pais serão indiciados estupro, ameaça e abandono intelectual.

A delegada Franciele Candotti Santana, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) disse que as crianças viviam na casa de um cômodo. “Era uma situação bastante deplorável, elas estavam vivendo numa sujeira danada, sem condições, em total situação de abandono”, disse.

A conselheira tutelar comprou sorvete e, depois, na delegacia, elas ainda comeram lanche. “Elas comeram desesperadas”, relatou a delegada. Desde 2019, as crianças não frequentavam a escola e eram ameaçadas pelo pai a não contar a violência sofrida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO FOCUS
Pecuarista é multado em R$ 6,5 mil por incêndio em área de vegetação nativa
DOURADOS
Ex-secretário que cumpria prisão domiciliar é colocado em liberdade
COMER BEM
Saladas Mr Fit: variedade para sua dieta
JUSTIÇA
Corregedor da Câmara pede continuidade de processo contra Flordelis
INDENIZAÇÃO DE R$ 6 MIL
Vara de Dourados condena Loja e operadora de cartão por cobrança indevida
MUNDO NOVO
Ameaça e briga entre irmão termina com um preso por porte de droga
GARRAS
Investigação resulta na apreensão de grande quantidade de munições para fuzil
STF
Fachin nega pedido de Lula para suspender processo do tríplex
EDUCAÇÃO
Profissões da área da saúde estão em alta na pandemia
REGIÃO
Homem acusado de estupro e extorsões é preso pela Polícia Civil

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros