Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
VIOLÊNCIA

Com tiros e facada, período de carnaval tem três assassinatos em Dourados

26 fevereiro 2020 - 10h48Por André Bento

O período de carnaval teve três homicídios em Dourados. Desde a noite de sábado (22) até esta quarta-feira (26), foram assassinatos violentos com características de execução, com diversos disparos de tiros, e até por briga entre casal durante bebedeira, em que a mulher esfaqueou o marido.

A primeira morte ocorreu na noite de sábado, por volta das 20h15, quando Moacir dos Santos Quevedo, de 43 anos, conhecido como Langão, morador no Jardim Clímax, foi alvejado por pelo menos 10 tiros de pistola calibre 9 milímetros quando estava em um ponto de venda de lanches na Rua Independência, Vila Erondina.

Ex-integrante do grupo “Fase Terminal”, que fez sucesso na cidade com músicas nos estilos rap e hip-hop no final da década de 1990, ele foi vítima de homem ainda não identificado que chegou de bicicleta ao local e disparou logo após fazer o pedido de um lanche para distrair a atendente. Após matar Moacir, fugiu a pé.

Na manhã do dia seguinte, domingo, Valdeir Barboza de Souza, de 30 anos, morreu após ser atingido por uma faca de serra. Quem desferiu o golpe foi a esposa dele, Roseli, de 37 anos, que teve a prisão preventiva decretada em audiência de custódia realizada na segunda-feira (24).

Moradores no assentamento indígena Nhu Porã, localizado às margens da rodovia BR-163, em Dourados, eles brigaram após bebedeira que teve início ainda na noite de sábado.

O homicídio mais recente ocorreu na madrugada desta quarta-feira (26), quando Michel Carlos de Oliveira Barbosa, de 19 anos, morador no Jardim dos Estados, morreu depois de ser alvejado por vários disparos de arma de fogo.

Ele e um amigo identificado como William, de 20, residente no Jardim Clímax, seguiam a pé por volta de 1h pela Rua Adroaldo Pizzini, no Jardim Independência, quando dois homens de moto passaram e começaram a atirar contra as vítimas.

Michel foi atingido por ao menos 10 disparos de pistola 9 milímetros, chegou a ser socorrido por equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do Corpo de Bombeiros, mas morreu ao dar entrada no Hospital da Vida. Willian sofreu ferimentos no braço direito e perna esquerda e foi levado por um amigo à mesma unidade de saúde.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Foragido da Justiça de 19 anos sofre tentativa de homicídio na fronteira
PRESIDENTE INVESTIGADO
STF tira do plenário virtual discussão sobre depoimento de Bolsonaro
TRÁFICO
Traficante de disk-droga é preso com porções de cocaína, moto e dinheiro
AJUDA
Caixa detalha calendário de pagamentos do auxílio emergencial extensão
CAPITAL
Hóspede é encontrado morto dentro de banheiro de hotel
FUTEBOL
CBF divulga tabela da 16ª à 20ª rodada; Fla fará dois jogos em 50 horas
REGIÃO
Polícia desarticula grupo que agia em cidades da região do Vale do Ivinhema
MADEIRA
Queimadas no Pantanal destroem oito pontes nas MS-243 e MS-195
BONITO
Vítima de estelionato arma emboscada e ajuda a prender golpista
TECNOLOGIA
Aplicativo do Detran-MS recebe atualização para serviços pelo celular

Mais Lidas

POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Festa com mais de cem pessoas é encerrada no Novo Horizonte