Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
JUSTIÇA

Casal que vendeu L-200 alugada por R$ 40 mil ganha liberdade

18 setembro 2021 - 13h20Por Carlos Ferraz

A advogada Marília Vitor Leite e o marido dela Lucas Mendonça Moraes, presos na última quinta-feira, dia 16 de setembro, por estelionato e falsa comunicação de crime, em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, responderão em liberdade. Mãe de uma criança de 5 meses, a profissional do direito conseguiu o benefício da liberdade em audiência de custódia.

Como Lucas ainda não havia sido transferido para presídio a tempo, o juiz Marcelo Guimarães Marques considerou a situação do casal de uma só vez, concedendo liberdade aos dois presos.

Conforme decisão, Marília e Lucas, que moram no Paraná, poderão retornar a cidade de origem, porém, deverão comparecer em juízo mensalmente e sempre que forem intimados pela Justiça. O casal também não pode se ausentar da cidade onde moram por mais de 5 dias, nem mesmo mudar de endereço.

Marília e Lucas foram presos em flagrante no momento em que o casal registrava a falsa ocorrência do furto de uma caminhonete alugada, que os dois haviam vendido no Paraguai.

Conforme apurado pela reportagem do site Campo Grande News, o casal chegou em Naviraí, município sul-mato-grossense, em um Hyundai HB20. Em uma locadora da cidade, eles alugaram uma caminhonete Mitsubishi L-200 Triton Sport, na terça-feira (14). Imagens de câmera de segurança mostram o momento em que o casal, com o filho de 5 meses nos braços, alugou o automóvel.

Mais tarde, no mesmo dia, o casal vendeu a L-200 locada por R$ 40 mil. Na delegacia, Lucas chegou a apresentar documento do irmão gêmeo à polícia. O cartão usado para pagar a locação do veículo também pertencia ao familiar.

Com o casal, foram apreendidos R$ 38,6 mil que estavam escondidos no meio dos pertences da criança, dentro de uma bolsa.

Por ser advogada, Marília teve o caso acompanhado pelo advogado Jad Raymond El Hage, presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Ponta Porã, que revelou não ter encontrado nenhum tipo de situação irregular no flagrante.

O filho do casal, que havia sido levado ao Conselho Tutelar, foi entregue à mãe da advogada, que se dirigiu até a cidade após a prisão da filha. O casal responderá por estelionato, falsa comunicação de crime e falsidade ideológica.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dia da alimentação alerta para relação entre fome e mudança climática
DIREITOS HUMANOS
Dia da alimentação alerta para relação entre fome e mudança climática
MS recebe equipes de reforço de outros estados para reparo de energia elétrica
TEMPORAL
MS recebe equipes de reforço de outros estados para reparo de energia elétrica
POLÍCIA
Polícia prende autor de furto e receptador em Jardim
Mototaxista é preso por tráfico de drogas em Costa Rica
POLÍCIA
Mototaxista é preso por tráfico de drogas em Costa Rica
Filhotes de bem-te-vi são regatados após temporal
MEIO AMBIENTE
Filhotes de bem-te-vi são regatados após temporal
PANDEMIA
Comissão debate políticas públicas de apoio a vítimas de Covid-19
UNIÃO
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
DOURADOS
Com a cidade tomada por árvores caídas, Exército participa de mutirão de limpeza
TRAGÉDIA
Bombeiros encontram mais três corpos e número de mortos em naufrágio chega a seis
DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO 
Voluntários participam de nova edição do "Marmitaço" contra fome em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia indicia três e recupera R$ 32 milhões de golpe milionário em empresa
DOURADOS
Asfalto de avenida cede na região Norte e trânsito é interrompido
CLIMA
ASSUSTADOR: Vídeo mostra chegada da tempestade de poeira em Dourados
CLIMA
Ventos de 40 km/h causam estragos em Dourados