Menu
Busca sexta, 24 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Em áudio, detetive que mandou matar mulher cita Deus e diz que continuaria os projetos dela

23 junho 2021 - 16h34Por Gizele Almeida e Osvaldo Duarte

O detetive Givaldo Ferreira Santos, 62 anos, disse em áudio via aplicativo de mensagem enviado para pessoa próxima após mandar matar a mulher Zuleide Lourdes Teles da Rocha, 57, que ela estava com Deus e que continuaria todos os planos da falecida. O Dourados News teve acesso ao conteúdo na tarde desta quarta-feira (23). 

O mandante do crime, aparentemente recebe palavras de conforto de uma pessoa e retribui com “amém, meu irmão” e complementa citando que “está seguro e bem seguro nas mãos de Deus”, o qual nesta hora é necessário se apegar. 

Na sequência, ele realiza a encomenda de produto que seria para dar sequência a algum plano da companheira executada. Após isso, ele faz agradecimentos pelo apoio no momento de luto.  

“Mano véio, vê pra mim o produto que todos os projetos da Zuleide eu vou continuar, não vou parar nenhum! Mesmo ela não tendo aqui, lá de onde ela tiver com Deus, ela vai estar vendo que eu estou fazendo o que ela queria aqui embaixo, tá bom meu irmão?! Manda pra mim fazendo um favor. Deus que te abençoe pela palavra de conforto”, diz.

Confira o que foi dito na íntegra:

"Amém, meu irmão... Não, mas eu estou bem. Estou seguro e bem seguro nas mãos de Deus. “Tô” com Deus, com Deus e com meus companheiros, meu companheiros, todos estão comigo, graças a Deus estão me apoiando e estão me ajudando e principalmente Deus, nessa hora é o que você falou tem que se apegar com Deus. Mas vai dar tudo certo...Mano véio, vê pra mim o produto que todos os projetos da Zuleide eu vou continuar, não vou parar nenhum! Mesmo ela não tendo aqui, lá de onde ela tiver com Deus, ela vai estar vendo que eu estou fazendo o que ela queria aqui embaixo, tá bom meu irmão?! Manda pra mim fazendo um favor. Deus que te abençoe pela palavra de conforto"

O caso 

Como mostrado pelo Dourados News, a também detetive Zuleide foi encontrada morta em uma mata nas imediações da Rua Criciúma, Bairro Vival dos Ipês, após cair em uma emboscada. Ela foi atraída para o local do crime por uma proposta de trabalho.

Após investigações do SIG (Setor de Investigações Gerais), quatro pessoas foram presas nesta terça-feira (22), entre elas, o detetive Givaldo, e Sueli da Silva, 56, responsável por atrair a vítima até o local dos fatos por meio de uma ligação.

O enteado da vítima, Willian Ferreira Santos, 25, também teve participação no crime. Os envolvidos confessaram que ele foi o responsável por ficar com a criança que estava com a mulher, enquanto ela foi levada para a mata e morta com um tiro na têmpora, por José Olímpio, de 32 anos.


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mais da metade da população douradense já recebeu duas doses ou dose única contra Covid-19
IMUNIZAÇÃO
Mais da metade da população douradense já recebeu duas doses ou dose única contra Covid-19
Jovens são presas pedindo carona com mala carregada com maconha
REGIÃO
Jovens são presas pedindo carona com mala carregada com maconha
Prévia da inflação oficial sobe para 1,14% em setembro
BRASIL
Prévia da inflação oficial sobe para 1,14% em setembro
Homem é detido quando furtava container no Jardim Paulista
DOURADOS
Homem é detido quando furtava container no Jardim Paulista
Ladrão é flagrado por dono de residência em ação criminosa e preso
ÁGUA BOA
Ladrão é flagrado por dono de residência em ação criminosa e preso
UEMS
Novos aspectos da Rota Bioceânica serão discutidos hoje em Live
COLUNA
Bola cheia...! Bola murcha...!
CAPITAL
Homem é encontrado com braço e perna quebrada após ser baleado
DOURADOS
Governo abre licitação para revitalizar a Rua Coronel Ponciano
SAÚDE & BEM-ESTAR
Viver Bem da Unimed atende gestantes com o Gestar Bem

Mais Lidas

PEDRO JUAN CABALLERO
Adolescentes desaparecidas na fronteira são localizadas
FRONTEIRA
Adolescentes brasileiras estão desaparecidas desde o último sábado
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
CRONOGRAMA
Questões técnicas atrasam obras e aeroporto de Dourados não abrirá esse ano