Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(67) 99659-5905
CAMPO GRANDE

Ao atender "briga de família" polícia encontra armas e munições

02 janeiro 2020 - 08h58Por Da Redação

Desentendimento entre tio e sobrinho na noite de quarta-feira (1/1), em Campo Grande, acabou em disparos de arma de fogo e a polícia acionada. O caso ocorreu no bairro Vila Nossa Senhora das Graças. 

Conforme o site Midiamax, os disparos aconteceram por volta das 22h. O homem de 50 anos usou a espingarda para atirar contra a casa do sobrinho que fica nos fundos do terreno.

A polícia foi chamada e com as características encontrou o homem caminhando a três quadras do local onde havia feito os disparos. Ele foi detido.

Ainda segundo o Midiamax, durante vistoria os militares encontraram no guarda-roupa duas espingardas com numeração aparente e municiadas, e próximo as armas foram achadas munições calibres 38 e 22. O autor não tinha registros das armas e foi levado para a delegacia.

O sobrinho não foi encontrado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALCINÓPOLIS
Cidade com dois casos confirmados de coronavírus registra primeira morte
ECONOMIA
Preço do litro da gasolina varia 32 centavos em postos de Dourados
DOURADOS
Acusado de matar secretário é transferido à PED
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Propostas alteram regras para eleições municipais deste ano
JUSTIÇA
Médicos de Dourados são absolvidos em processo de acusação por negligência
DOURADOS
Prefeita pode trocar secretária de Saúde em meio a pandemia
CAMPO GRANDE
Aumento de casos faz Saúde dobrar testes rápidos na Capital
BRASIL
Multas à Vale pelo rompimento de Brumadinho serão aplicadas em obras
DOURADOS
Egressa de Arquitetura e Urbanismo da Unigran publica artigo em renomada revista da área
MEIO AMBIENTE
Usina é multada em quase R$ 300 mil por incêndio em lavoura

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
“Um amigo, um conselheiro”, diz Délia após assassinato de secretário