Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
(67) 99257-3397
CAPITAL

Acusado de matar gêmeos com 13 tiros em quitinete é reconhecido e preso

08 março 2021 - 17h35Por Da Redação

Foi preso na última semana o autor do homicídio de Alexandre Muller Passos e Rafael Muller Passos, de 31 anos, crime cometido em 25 de setembro de 2020. Os irmãos estavam na quitinete em que viviam, na Mata do Jacinto, quando foram surpreendidos pelo assassino que atingiu as vítimas com 13 disparos.

Conforme apurado pelo site Midiamax, uma testemunha fez o reconhecimento do autor do crime. As investigações apontam que um dos gêmeos estaria envolvido com tráfico de drogas e teria começado a vender entorpecentes. Segundo o delegado Ricardo Meirelles, que conduziu as investigações do caso, o autor do crime, que já era traficante conhecido na região, teve um desentendimento com a vítima.

Por conta desse desacerto, o autor foi até a quitinete naquela noite, acompanhado de um comparsa em uma motocicleta, e entrou na quitinete. Ao descer da moto, ele foi visto por uma testemunha e chegou a acenar. A pessoa em questão era usuário de drogas e costumava comprar entorpecente com o autor, por isso o reconheceu.

Ainda segundo apurado pela polícia, apenas o irmão que estava traficando seria o alvo, mas como eles eram gêmeos, o autor acabou atirando e matando os dois. Ele já tinha passagem por tráfico de drogas e estava preso por furto, mas foi cumprido o mandado de prisão contra ele por duplo homicídio, qualificado por impossibilitar a defesa da vítima.

O autor foi conduzido até a delegacia, onde prestou depoimento, mas negou envolvimento com o crime. O comparsa ainda não foi localizado.

Relembre o caso

O crime aconteceu por volta das 23 horas e testemunhas contaram aos policiais que os irmãos estavam na quitinete, que fica na rua Domingos Giordano, quando viram dois homens em uma motocicleta preta, modelo Titan, chegar ao local. A dupla desceu e foi até a quitinete dos irmãos.

Os homens fizeram 13 disparos sendo que Rafael foi assassinado com sete tiros que atingiram seu pescoço, tórax, perna, axila e punho. Seu irmão Alexandre foi morto com seis tiros, que atingiram as pernas, nádegas e braço.

Pelas imagens de câmeras de segurança que registraram o momento, é possível ver quando a dupla passa em uma motocicleta em frente à quitinete. Em seguida os dois homens passam andando de capacete ainda na cabeça em direção à vila de casas, onde viviam as vítimas.

Na sequência, a dupla entra pelo portão na quitinete dos irmãos fazendo vários disparos. É possível ver pelas imagens alguns clarões, que seriam os tiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO DE MS
Projeto visa criar programa para compra de computadores para professores
VACINAÇÃO
Presos indígenas e idosos são imunizados contra a Covid em duas cidades de MS
Mulher é encontrada morta com ferimento de faca na cabeça
CAMPO GRANDE
Mulher é encontrada morta com ferimento de faca na cabeça
ATENTADO
Morador de rua é ferido a tiros em bairro da Capital
FUTEBOL
Palmeiras e Atlético-MG estreiam hoje pela Libertadores
CAMPO GRANDE
MP reitera pedido de multa por descumprimento do Plano de Biossegurança no transporte público
DOURADOS
Segunda dose da vacina contra Covid será aplicada hoje no Centro de Convivência do Idoso
DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
HOMENAGEM
Novo prédio do DOF receberá nome de coronel Adib Massad, após proposição de Neno Razuk,
DOURADINA
Após surtar, homem tenta se matar e ateia fogo na casa onde mora

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
DOURADOS
Mãe de menor que organizou festa clandestina com mais de 40 pessoas é presa
TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados