terça, 24 de maio de 2022
São Paulo
23°max
11°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
POLÍCIA

Acusado de feminicídio é preso em Sete Quedas

22 janeiro 2022 - 10h30Por Da redação

Nesta sexta-feira (21) a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão em desfavor do homem de 29 anos, residente em Sete Quedas (MS), acusado de feminicídio. Ele havia agredido a companheira, de 24 anos, que faleceu dias depois, em decorrência das diversas lesões sofridas.

Conforme as informações policiais, no dia 29 de dezembro de 2021 a Delegacia de Polícia Civil recebeu informações do Hospital Municipal da cidade de Sete Quedas informando que havia dado entrada uma paciente, de 38 anos, com indícios de violência doméstica. A polícia foi ao hospital e constatou a veracidade das informações e as várias lesões causados, provavelmente por agressão.

A vítima relatou manter união estável com o autor, de 29 anos, há cerca de 4 meses e que residiam em uma fazenda da região. Cotou ainda que no dia 25 de dezembro do ano passado estavam em uma chácara e lá iniciaram as agressões. Na residência do casal aconteceram novas agressões. A vítima foi encaminhada para “vaga zero” em Ponta Porã devido à gravidade das lesões.

No dia 6 de janeiro, a vítima compareceu na delegacia, após liberação hospitalar, para prestar informações sobre o ocorrido e, após oitiva na delegacia ficou na casa de uma amiga. Posteriormente foi internada novamente em Ponta Porã devido as complicações das lesões sofridas.

Segundo médicos, ela havia fugido do hospital na primeira internação para não se submeter a cirurgia e isso pode ter agravado a situação.

No dia 15 de janeiro foi comunicado o falecimento de Marli Fonseca Tavares no hospital em Ponta Porã .

O delegado de polícia civil titular José Wilson representou pela prisão do autor após fortes indícios de que o acusado iria fugir. Com a decretação da prisão preventiva, o acusado foi capturado enquanto tentava sair do estado, nesta sexta-feira (21). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Grávida morta com tiro na cabeça morreu ao tentar proteger um irmão
CAARAPÓ

Grávida morta com tiro na cabeça morreu ao tentar proteger um irmão

Lira tira deputado crítico de Bolsonaro, da vice-presidência da Câmara
CONGRESSO

Lira tira deputado crítico de Bolsonaro, da vice-presidência da Câmara

IVINHEMA

Mensagem sobre massacre viraliza entre alunos e causa pânico em escola

BRASIL

Governo anuncia corte no imposto de importação de arroz, feijão e carne

Após acidente, motociclista quase teve cabeça esmagada por ônibus

FUTEBOL

Procuradoria do STJD denuncia Cruzeiro e Grêmio por cantos homofóbicos

FRONTEIRA

Corpo encontrado no Paraguai é de jovem de Coronel Sapucaia

UEMS

Dourados sedia Congresso Nacional Estudos Linguísticos e Literários 

RIO BRILHANTE 

Homem que matou um e feriu outro é condenado a 25 anos de prisão

BOA SORTE

+Milionária: como apostar na nova loteria, que estreia no sábado

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ

Ciclista morre atropelado na MS-156 e motorista foge

MS

Jovens escapam de sequestro após bandido acidentar carro

DOURADOS

Vítima de atropelamento na MS-156 tinha 21 anos e morava na Reserva Indígena  

REGIÃO

Mulher grávida morre após ser baleada em Caarapó