Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(67) 99257-3397

Zeca e Alckmin discutirão amanhã ligação Santos-Chile

19 outubro 2003 - 09h41

O governador Zeca do PT vai levar ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, cópia do protocolo assinado por seis empresas que vão investir na ferrovia entre o porto de Santos (SP) e o porto de Antofagasta, no Chile. O consórcio para investimento na ferrovia é estratégico para viabilizar uma rota bioceânica rodoferroviária. O protocolo foi assinado sábado passado, durante a visita do presidente Lula, e a idéia despertou o interesse do governador de São Paulo. "Mato Grosso do Sul e São Paulo serão parceiros nesse projeto", disse o governador, que amanhã, às 18h (horário de SP) se reunirá com Geraldo Alckmin no Palácio dos Bandeirantes. As empresas interessadas em investir na ferrovia entre Santos, na costa do Oceano Atlântico, e portos do Pacífico, segundo o governador Zeca, são a Brasil Ferrovias, a Vale do Rio Doce, Rio Tinto Brasil, Cargill, Odebrecht e Empresa Ferroviária Oriental (boliviana).No protocolo de intenções elas se comprometem a apresentar em até 120 dias uma proposta de investimentos para recuperar a malha ferroviária entre Santos (SP) e Corumbá. As empresas deverão formar um consórcio para viabilizar o projeto. Os investidores serão os principais beneficiários com a reforma da via, pois têm interesse no transporte de cargas e passageiros no trecho, aproveitando a ligação ferroviária com o Porto de Santos e explorando o transporte internacional até os portos chilenos de Antofagasta e Arica.A melhoria da estrada de ferro consolida o corredor bioceânico, ligando o Atlântico ao Pacífico, garantindo redução de custos logísticos e a integração física com os países sul-americanos. As empresas irão compor um grupo de trabalho para elaborar a proposta de reabilitação e modernização do eixo ferroviário.O estudo definirá necessidades físicas, tecnológicas e operacionais para a adequação das ferrovias em relação às necessidades atuais e futuras de serviço, o montante de recursos financeiros necessários, o modelo de participação dos agentes privados nos investimentos e um programa de trabalho. A proposta abrangerá a área de operação das concessionárias Novoeste, Ferroban e da Portofer, responsáveis pelo transporte de carga no corredor sudoeste (Corumbá/Santos) por bitola estreita. As empresas são controladas pela Brasil Ferrovias. A malha da Novoeste totaliza 1.621 km entre a fronteira de Mato Grosso do Sul e Bauru (SP). A da Ferroban e a da Portofer (ligando Bauru até Santos) têm extensão aproximada de 500 km.As condições da malha ferroviária da Novoeste limitam o trânsito de cargas e não garantem a segurança para operar o transporte de passageiros. O eixo entre Campo Grande e Corumbá, de 459 km, é o que requer maiores investimentos, e coincide com o trajeto do Trem do Pantanal. A reforma e adequação dessa parte da via devem consumir cerca de R$ 180 milhões de reais, segundo dados do estudo de viabilidade do projeto de trem turístico e regional, concluído em 2002 pelo governo de Mato Grosso do Sul. O Trem do Pantanal é um projeto estratégico do Governo Lula que consta do PPA 2004-2007, tendo foco no turismo e no desenvolvimento sustentável das comunidades pantaneiras, muitas delas isoladas por falta de transporte.Apesar do interesse nacional no projeto, a União não pode investir na malha ferroviária concedida. A engenharia institucional criada para reformar a ferrovia irá solucionar um dos principais obstáculos para a reativação do trem de passageiros. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Membro de facção rival ao PCC é espancado em cela de presídio
SELEÇÃO
Prefeitura divulga classificados no processo seletivo para auxiliar de serviços da Semed
CAMPO GRANDE
Idoso morre dois dias após cair de telhado e ficar preso em portão de casa
PANDEMIA
Brasil registra 1.726 mortes nas últimas 24 horas e bate novo recorde
CAPITAL
Homem pega Uno emprestado e veículo acaba sendo furtado
COVID-19
Senado aprova MP que prevê 7 dias para Anvisa autorizar vacina
CORUMBÁ
História "mal contada" de casal leva à prisão e apreensão de Jeep furtado
Ladrão furta oficina e vai preso vendendo peças em ferro-velho
JUSTIÇA
Decisão de desembargadores livra deputado do uso de tornozeleira eletrônica
MEDIDA
Nova Andradina poderá ter estado de calamidade prorrogado até 30 de junho

Mais Lidas

ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
PRÓXIMO AO TRANSBORDO
Nova 'cracolândia': comerciantes relatam medo e ameaças no centro de Dourados
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital, mas é detido
DOURADOS 
Preso após agredir esposa, homem é investigado por engravidar a própria filha adolescente