Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(67) 99257-3397

Zeca discute hoje ponte rodoferroviária com Alckmin

25 março 2004 - 08h13

O governador Zeca do PT se reúne às 10 horas (horário de Brasília), com o governador Geraldo Alckmin, para tratar das ligações rodoferroviárias entre Mato Grosso do Sul e São Paulo. Participam da reunião o secretário de Estado de Coordenação Geral do Governo, Paulo Duarte, o secretário de Estado de Infra-Estrutura e Habitação, Carlos Augusto Longo Pereira, e o secretário de Transportes de São Paulo, Luiz Paulo Veloso Lima.O governador Zeca vai tratar da parceria dos dois estados nas articulações para viabilização da rota bioceânica Santos-Antofagasta, a partir da recuperação de trechos da ferrovia entre Bauru (SP) e Corumbá (MS), que inclui a ponte ferroviária de Jupiá, e equipamentos para a ponte rodoferroviária entre Aparecida do Taboado (MS) e Santa Fé do Sul (SP), além da reivindicação de 30 prefeitos da região da Nova Alta Paulista, que pedem ações articuladas entre os dois estados para assegurar recursos à conclusão de mais uma ponte que liga São Paulo e Mato Grosso do Sul, entre os municípios de Brasilândia (MS) e Paulicéia (SP). A obra já foi iniciada pela Cesp, mas seu prosseguimento depende de recursos federais.A ligação entre Aparecida do Taboado e Santa Fé do Sul é o principal ponto da agenda dos dois governadores nesta quinta-feira no Palácio dos Bandeirantes. A ponte rodoferroviária sobre o rio Paraná, que interliga o Centro-Oeste ao Sudeste do Pais, nasceu de um projeto idealizado em 1975, aprovado pelo Congresso e sancionado pelo presidente Ernesto Geisel.Em 19 de maio de 1989, em licitação aberta pelo então presidente José Sarney, a Ferronorte venceu a concorrência de concessão por 90 anos para a construção e operação da ferrovia, tornando prioritária a obra de construção da ponte. Em 1997, logo após a retomada das obras da ferrovia, a ponte foi incluída pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso entre as obras prioritárias do governo federal. A ponte foi concluída em 29 de maio de 1998.Com estrutura em treliça metálica e vão de 100 metros entre pilares, a ponte rodoferroviária tem 2 mil metros de extensão sobre água e 1.170 metros de viadutos de acesso. Possui dois níveis de rolamento, sendo a linha férrea no plano inferior e quatro faixas rodoviárias de rolamento no pavimento superior. Segundo o governador Zeca do PT, a transposição rodoferroviária sobre o rio Paraná beneficia vários municípios do Bolsão, região formada por 11 unidades administrativas sob a influência de três hidrelétricas no complexo de Urubupungá, que inicia no município de Bataguassu, ao Sul, e vai até o município de Paranaíba ao Norte.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARAGUAI
Policial morre e outro fica gravemente ferido em atentado à delegacia
TEMPO
Terça-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
Acusado de matar homem com tiro na cabeça diz que sofria ameaças
JUDICIÁRIO
Supremo garante porte de arma para as guardas municipais
COSTA RICA
Homem assedia adolescente de 16 anos, apalpa seio dela e acaba preso
TCE/MS
Ex-prefeito é inocentado por nomeação, mas multado por atraso de documento
Casal pede ajuda para adquirir medicamento para tratamento do filho
DETRAN
Proprietários de veículos agora devem atualizar endereços pela internet
Brasileira cria polêmica ao proibir empregados paraguaios de falar guarani
ITINERANTE
Carreta da Justiça leva serviços à população da comarca de Jaraguari

Mais Lidas

ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
PRÓXIMO AO TRANSBORDO
Nova 'cracolândia': comerciantes relatam medo e ameaças no centro de Dourados
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital, mas é detido
DOURADOS 
Preso após agredir esposa, homem é investigado por engravidar a própria filha adolescente