terça, 16 de agosto de 2022
Dourados
33°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Woody Allen diz que reeleger Bush seria uma tragédia

17 setembro 2004 - 22h47

O cineasta americano Woody Allen disse nesta sexta-feira durante a abertura da Seção Oficial do Festival de Cinema de San Sebastián que reeleger George W. Bush como presidente dos Estados Unidos "seria uma tragédia automática". Allen participou de uma entrevista coletiva na cidade espanhola de San Sebastián, no País Basco, após a abertura da 52a. edição do festival com a exibição de seu último filme, "Melinda e Melinda", fora de concurso na Seleção Oficial. "Se você observa o Bush, é bastante divertido, se você o escuta ou o acompanha, ele provoca gargalhadas; é o exemplo perfeito de um ser com momentos cômicos mas com um fundo trágico", afirmou o diretor e ator em uma das entrevistas mais concorridas de que se tem notícia no festival, ao qual compareceram centenas de admiradores ansiosos para tirar uma foto ou pedir um autógrafo. Allen disse que viu Nova York se recuperar dos atentados terroristas de setembro de 2001. "Tudo está exatamente igual à antes dos ataques. As pessoas vão aos teatros, aos restaurantes, ao beisebol...; (a cidade) está cheia de energia, não é um acampamento militar". O cineasta se passou a maior parte do tempo com a cabeça baixa e agradou os presentes deixando transparecer em mais de uma ocasião sua veia cômica, como quando perguntaram a ele se tocar clarinete facilita a sedução de mulheres, como acontece com o pianista do filme."Comigo nunca funcionou. O piano tem isso de ser tocado com um cigarro na boca, que dá a ele um aspecto romântico, mas os instrumentos de sopro incham as bochechas e, claro, não têm o mesmo efeito", respondeu. O diretor afirmou que escolheu este festival para estrear "Melinda e Melinda" para "agradecer ao povo e ao público espanhol, que sempre apoiou meus filmes. E pela tentação irresistível para mim e minha família de passar uns dias em San Sebastián". Se "Melinda e Melinda" propõe dois modos de ver o mundo (o cômico e o dramático), o cineasta não tem dúvida de que o estado atual do mundo é "uma tragédia". Woody Allen garantiu que rodou o filme em Londres devido à falta de liberdade criativa nos Estados Unidos: "A indústria americana do cinema não é a mais sensível do mundo e é preciso evitar a entrada de executivos que sentem que estão em seu campo". "Em Londres pude fazer meu trabalho sem nenhuma ajuda criativa de homens de preto que querem se impor no aspecto criativo", continuou Allen, que acrescentou que não descarta a idéia de voltar a rodar no exterior. Fazer um filme por ano não indica, para Woody Allen, que ele é um diretor prolífico, mas reflete "um costume". "Tenho muitas boas idéias para filmes, escritas em guardanapos e em todo tipo de papel, e quero fazer todas que puder antes de morrer. Quando acabo uma, sento-me em casa e, após alguns dias, o impulso é começar outra. Senão, o que vou fazer sentado em casa?". O pessimismo de Allen não aparece durante a preparação do roteiro ou durante a filmagem. "Nesse momento a pessoa pensa que tudo vai ser maravilhoso porque tudo está no futuro. Mas quando já está tudo rodado e enfrentamos a realidade, o resultado é como uma ducha fria". Segundo o cineasta, contudo, a menor das duchas frias com que topou foi com "Maridos e esposas" seu filme favorito, cujo resultado se aproxima mais da idéia inicial. Na noite de hoje, na solenidade inaugural do Festival, Woody Allen recebeu das mãos do cineasta espanhol Pedro Almodóvar o Prêmio Donostia (San Sebastián em basco). Antes da homenagem, Allen disse que "eu é que deveria entregar o prêmio para a ele, um diretor maravilhoso".

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE

'Qualquer pessoa pode pegar varíola dos macacos', diz infectologista

PARAGUAI

Pistoleiros atacam casa de comerciante em Pedro Juan Caballero

Projeto apresenta curta temporada de espetáculo De Pai pra Filho
UEMS

Projeto apresenta curta temporada de espetáculo De Pai pra Filho

TRÊS LAGOAS

Advogada envolvida em resgate do PCC vai para prisão domiciliar

POLÍTICA

Eleições 2022: restam 2 dias de prazo para solicitar voto em trânsito

NOVA ANDRADINA

Casa fica destruída por incêndio causado por queda de raio

GERAL

TJ/MS disponibiliza nova edição da Revista Trimestral de Jurisprudência

CAMPO GRANDE

Identificação de homem assassinado e que teve corpo queimado com óleo pode levar 10 dias

ELEIÇÕES 2022

TSE autoriza que mais militares façam inspeção das urnas

COSTA RICA

Adolescentes denunciam servidor por assédio sexual em prefeitura

Mais Lidas

TRAGÉDIA

Passageiro tem corpo dilacerado ao cair de moto e ser atropelado por carreta 

ESTADO GRAVE

Mulher é esfaqueada por vizinho por se recusar a emprestar carregador

NOVA ANDRADINA

Funcionário de companhia de água encontra feto de bebê em esgoto

REGIÃO

Homem é preso por embriaguez após tombar carreta com placas de Dourados