Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Viúva pode voltar a usar o nome de solteira

09 agosto 2002 - 10h05

O Superior Tribunal de Justiça reconheceu a possibilidade de a mulher viúva restabelecer seu nome de solteira. Esse foi o primeiro entendimento firmado pelo tribunal sobre o assunto e criará precedentes. A interpretação foi feita durante julgamento de uma ação movida em Brasília.
A viúva, uma diplomata funcionária do Ministério das Relações Exteriores, requereu ao juiz de Direito da Vara de Registros Públicos de Brasília (DF) a supressão do sobrenome de seu marido, morto em 1996, para voltar a assinar e usar seu nome de solteira. Embora tenha adotado o nome de casada em 1984, ela continuou a usar no meio profissional, familiar e no exterior o nome de solteira.
As duas instâncias da Justiça de Brasília indeferiram o pedido. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDF) entendeu que a opção da mulher de incorporar o nome do marido torna impossível posterior modificação. Diante disso, houve recurso ao STJ.
O ministro Carlos Alberto Direito, relator do caso no STJ, entendeu que não há impossibilidade jurídica alguma no pedido, não havendo nenhum dispositivo legal que impeça a mulher viúva de requerer a supressão do nome de mando do falecido marido.


Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Justiça prorroga atividades da Força Nacional em região de fronteira
BRASIL
INSS prorroga antecipação do BPC e auxílio-doença até 31 de outubro
PONTA PORÃ
Ao avistar viatura, motorista abandona carro com cocaína foge a pé
PANDEMIA
Figueirão confirma 1º caso de coronavírus e doença chega em 90% dos municípios de MS
CORUMBÁ
Três veículos são recuperados próximo a fronteira com a Bolívia
PANDEMIA
Mais um município pede reconhecimento do estado de calamidade pública em MS
RIO BRILHANTE
Carga de cigarros contrabandeados é apreendida na BR-163
EDUCAÇÃO
UFGD dará início a aulas remotas em um mês
BRASIL
José Serra é denunciado por lavagem de dinheiro
IVINHEMA
Empresa de pulverização de agrotóxico é autuada em R$ 10 mil por descumprimento de embargo

Mais Lidas

DOURADOS
Decretos sobre aglomerações, igrejas e comércio terão mais 10 dias de vigência
PANDEMIA
Dourados tem quatro mortes por Covid em 24 horas, uma das vítimas médico
DOURADOS
Comerciante encontra homem morto ao chegar para abrir estabelecimento
20 VEÍCULOS
"Bonde do contrabando" é apreendido abarrotado de produtos do Paraguai