Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
(67) 99257-3397

"Vírus do Orkut" rouba informações bancárias dos internautas

26 agosto 2005 - 10h57

Piratas virtuais descobriram uma maneira de usar o site de relacionamento Orkut para lucrar. Utilizando o nome da popular página, pessoas mal-intencionadas conseguem instalar no micro das vítimas o código malicioso Banker.abg, que rouba informações bancárias digitadas no computador. Com esses dados em mãos, é possível, por exemplo, realizar transações financeiras sem o consentimento do titular da conta bancária. A estratégia foi identificada nesta semana pela empresa de segurança Batori. Para aplicar o golpe, os piratas enviam e-mails em português dizendo que os internautas devem fazer atualizações do Orkut --o objetivo, dizem, é evitar problemas já tradicionais do site, como mensagens de erro. Nesse e-mail há um link que leva o usuário para a página original do Orkut. A novidade fica por conta de uma janela, sobreposta ao site, que pergunta se o usuário quer fazer as atualizações. Quando aceita a proposta, ele baixa involuntariamente em seu computador o Banker.abg. A praga --já identificada em outros ataques, antes desse via Orkut-- tem como principal objetivo roubar informações de acesso a contas bancárias. Ela identifica quando o internauta entra em sites de instituições financeiras, e rouba os dados digitados nessas páginas. Entram aí agência, conta e até a senha digitada no teclado virtual. Alto risco A estratégia recebeu alerta vermelho da Batori, pois é possível que todos os membros do site vejam essa atualização como vantajosa --quem nunca se deparou com mensagens de erro no Orkut? Além disso, o fato de a página original ser exibida durante todo o tempo não desperta desconfiança entre as vítimas em potencial. "Os programadores mal-intencionados exploram uma brecha do site de relacionamento para poder associar a página original à janela que tem a proposta de atualização. Esta janela redireciona o internauta para outro servidor, no qual o vírus está hospedado", afirma Denny Roger, diretor da Batori. Segundo o especialista, os piratas já completaram duas fases de seu "trabalho": descobriram os e-mails das vítimas e espalharam o vírus pela rede. O próximo passo, afirma, é acessar as contas bancárias desses internautas e fazer transferências financeiras. Aqueles que já foram vítimas do golpe, clicando "sim" para a proposta de atualização, devem entrar em contato com seus bancos, para que as instituições façam um atento monitoramento da conta. Os usuários também devem manter seus antivírus ativados, pois eles protegem as máquinas contra ataques do Banker.abg.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO DE DROGAS
Jovem é preso transportando 230 quilos de maconha em carreta
Homem é assaltado por indivíduos que se identificaram como policiais
DOURADOS
Homem é assaltado por indivíduos que se identificaram como policiais
Decreto prevê interdição e multa a estabelecimento que desrespeitar restrições
DOURADOS
Decreto prevê interdição e multa a estabelecimento que desrespeitar restrições
Conheça mais sobre os SSD's e toda sua versatilidade
INFORME PUBLICITÁRIO
Conheça mais sobre os SSD's e toda sua versatilidade
Mulher encontrada carbonizada estava desaparecida desde sábado
BR-163
Mulher encontrada carbonizada estava desaparecida desde sábado
SAÚDE & BEM-ESTAR
Entendendo o Transtorno Opositor Desafiador
DOURADOS
Secretário de Saúde pede urgência na compra de medicamentos e insumos hospitalares
COVID-19
Neno Razuk reforça importância de respeito a cultura indígena em MS
CAPITAL
Menina de 7 anos é estuprada por amigo de pai durante visita
EDUCAÇÃO
Direito da Unigran dá início às atividades letivas com aula magna on-line

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
LOTERIAS
Mega-Sena premia uma aposta com R$ 40 milhões e 11 douradenses acertam a Quadra
DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro