Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

Venda de fórmula infantil é proibida após reações alérgicas

08 junho 2015 - 15h15

Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu hoje (8) a fabricação e venda de todos os lotes da fórmula infantil para lactentes e de seguimento para lactentes e crianças de primeira infância destinada a necessidades dietoterápicas específicas com restrição de lactose à base de aminoácidos, da marca Amix.

A Anvisa recebeu denúncias de reações adversas em crianças alérgicas a leite de vaca após o consumo dos lotes 14F0901, 14H13 e 14E1901 do produto. As reclamações foram feitas à Vigilância Sanitária do Distrito Federal e à Secretaria Municipal de Saúde de Salvador. Após inspeção realizada na empresa fabricante Pronutrition do Brasil Indústria e Comércio de Suplementos Alimentares, em Valinhos-SP, entre 27 e 30 de abril deste ano, foram constatadas irregularidades no cumprimento das boas práticas fabricação, implicando risco à saúde dos consumidores do produto.

A fórmula é fabricada pela Pronutrition do Brasil para a Invita Nutrição Especializada, de Belo Horizonte-MG. Em nota, a Invita discordou da proibição e disse que vai contestar judicialmente a decisão. Segundo a empresa, as denúncias não foram acompanhadas de nenhuma comprovação que possa certificar a ausência da qualidade e segurança da fórmula Amix.

A Invita acrescenta que todos os lotes do produto sempre foram analisados em laboratórios externos, habilitados pela Anvisa, e possuem comprovação científica da adequação nutricional e ausência de proteínas. “A Invita desde o início das denúncias prestou todos os esclarecimentos e forneceu todas as informações necessárias para que a investigação fosse conduzida de forma breve e eficiente. Portanto, afirmamos que a nossa unidade fabril sempre atendeu e cumpriu com as Boas Práticas de Fabricação evidenciadas por aprovações, obtidas após inspeções realizadas anteriormente, comprovando assim que não havia risco à saúde dos consumidores”, informou em nota.

A resolução da Anvisa foi publicada no Diário Oficial da União.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Prefeitura prorroga vínculo com escritório contratado para auxiliar em licitações já anuladas
MAIS CARO
Preço do pão francês acumula alta de quase 8% no ano em MS
LEGISLATIVO DE MS
Assembleia mantém sessões remotas até 30 de outubro
BOA AÇÃO
Banda douradense faz live para ajudar criança com doença rara e degenerativa
SAÚDE & BEM - ESTAR
Exame oftalmológico é só com o médico oftalmologista!
ANGÉLICA
Polícia incinera mais de 1,7 tonelada de drogas
DOURADOS
Menor é flagrado com drogas e objetos suspeitos de serem produtos de furto
DOURADOS
Veículos apreendidos que estão em pátios de delegacias devem ir a leilão em 30 dias
LEGISLATIVO
Deputados devem votar quatro projetos durante a sessão ordinária desta quinta-feira
DOURADOS
Prefeitura terá que comprovar regularização de repasses atrasados aos prestadores do SUS

Mais Lidas

DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida
PARANÁ
Traficante Elias Maluco é encontrado morto em presídio federal
PEDRO JUAN
Terror na fronteira: três veículos de luxo são incendiados em pontos distintos
PANDEMIA
Prefeitura e MPE entram em acordo para retorno das aulas presenciais na rede privada