domingo, 16 de junho de 2024
Dourados
22ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Vacinação contra aftosa começa no dia 1º de novembro

26 outubro 2004 - 08h16

A partir da próxima segunda-feira, dia 1° de novembro, começa a contagem regressiva para os pecuaristas sul-mato-grossenses vacinarem todo o rebanho, de mamando a caducando, contra a febre aftosa. Essa é a últimadas três fases anuais da campanha de vacinação que envolve em torno de 25 milhões de animais em todo o estado de MAto Grosso do Sul.Para os produtores do planalto a campanha vai do dia 1° ao dia 30 de novembro onde aproximadamente 21,4 milhões de bovinos deverão ser imunizados. Já no pantanal, para os pecuaristas que optaram por essa fase,poderão vacinar os animais de 1° de novembro a 15 de dezembro, impreterivelmente. Nessa região cerca de 1,2 milhões de cabeças deverão ser vacinadas."Após o susto que o país levou, com a confirmação de dois focos de aftosa - um no Pará e um no Amazonas - a nossa expectativa é que nenhum produtor deixe de vacinar o seu rebanho até porque o fato de estarmos próximos àfronteira com outros países é um motivo a mais de preocupação", analisa o Gerente de Defesa Sanitária Animal da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Osvaldo Pereira Dias.Embora ainda não esteja a disposição no comércio a dose da vacina está sendo cotada, em média, por R$ 0,98. "Estamos tentando negociar com os laboratórios para fecharmos a um menor preço, mas ainda não há nadadefinido", comenta o funcionário de uma empresa de produtos veterinários, Marcelo Quadro ao explicar que nos primeiros dias da campanha, normalmente, os preços são mais "salgados".Lembrando que o prazo para entrega dos frascos, registro da vacinação bem como o comprovante de aquisição de vacina (CT-13) e a nota fiscal permanece o mesmo: 15 dias após a vacinação devendo ser feito noescritório do Iagro onde o produtor estiver cadastrado. "Para os que deixarem de vacinar será aplicada uma multa de R$ 21,00 por animal - duas UFRMS - além de ter que vacinar o rebanho posteriormente", lembra OsvaldoDias.Ainda segundo Dias as propriedades localizadas nos municípios de Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos e Setes Quedas, que tiveram a vacinação antecipada por motivo de prevenção - estarem localizadas naregião de fronteira com o Paraguai - não deverão participar dessa fase da campanha. Nesse caso aproximadamente 50% dos 400 mil animais já foram vacinados. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UEMS é uma das organizadoras do Seminário da Rede UniSustentável
EDUCAÇÃO

UEMS é uma das organizadoras do Seminário da Rede UniSustentável

Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 53 milhões
LOTERIAS

Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 53 milhões

Estadual Sub-20 abre rodada com vitórias de Aquidauanense e Dourados
FUTEBOL

Estadual Sub-20 abre rodada com vitórias de Aquidauanense e Dourados

POLÍTICA

Presidente do Solidariedade, Eurípedes Jr. se entrega após 4 dias foragido

Jovem é morto pelo próprio irmão após supostamente agredir a mãe
CASSILÂNDIA

Jovem é morto pelo próprio irmão após supostamente agredir a mãe

TEMPO

Domingo de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove

POLÍTICA

Comissão aprova punições para pessoas e empresas que discriminarem pessoas com autismo

MARKETING

Pesquisa aponta pulverização no mercado de influenciadores digitais

NAVIRAÍ

Moto é recuperada e mulher é presa por receptação

POLÍTICA

Haddad: cenário externo é desafiador, mas Brasil pode virar liderança

Mais Lidas

NEGÓCIOS E CIA

Veja quem recebe o PIS/Pasep na próxima semana

LUTO

Policial civil sofre infarto no trabalho e morre em hospital de Dourados

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Missão Caiuá é "desclassificada" pela Sesai e deixará de atender saúde indígena em Dourados

DOURADOS

Motociclista 'fura' preferencial, é atingida por veículo e morre no Hospital da Vida