sábado, 22 de junho de 2024
Dourados
19ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

União foi responsabilizada pela morte de jornalista em 1978

19 outubro 2004 - 18h16

O jornalista Vladimir Herzog tinha 38 anos, era casado e pai de dois filhos, quando foi encontrado morto, supostamente enforcado, nas dependências do 2ª Exército, em São Paulo. O fato ocorreu na tarde de 25 de outubro de 1975 e, no dia seguinte à sua morte, o comando do Departamento de Operações de Informações e Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-CODI), órgão de repressão do exército brasileiro, divulgou nota oficial à imprensa informando que Herzog cometera suicídio na cela em que estava preso. Desde a sua divulgação, a versão oficial foi refutada pelos movimentos de resistência à ditadura militar (1964-1985). Uma semana após a morte do jornalista, mais de oito mil brasileiros participaram de uma missa ecumênica organizada por D. Paulo Evaristo Arns, pelo reverendo James Wright e pelo rabino Henri Sobel. O ato transformou-se num dos marcos das articulações que levariam ao fim da ditadura. “Que a memória de Vladimir Herzog faça dessa geração a geração da esperança que renasce todos os dias, e que todas as esperanças em conjunto formem uma corrente irresistível que nos levará a dias melhores”, afirmou Dom Paulo, naquele evento. Três anos depois, no dia 27 de outubro de 1978, o processo movido pela família do jornalista, trouxe à tona a verdade sobre a morte de Vladimir Herzog. A União foi responsabilizada pelas torturas e pela morte do jornalista, naquele que foi o primeiro processo vitorioso movido por familiares de uma vítima do regime militar contra o Estado. À época em que foi morto, Vladimir Herzog, cujo apelido era Vlado, era diretor de jornalismo da TV Cultura, de São Paulo. O jornalista, de origem judaica, foi enterrado com honras (os suicidas judeus são enterrados fora dos muros que cercam seus cemitérios), pelo rabino Henry Sobel, após a comunidade israelita refutar o laudo oficial do governo brasileiro. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia apreende drogas em Mundo Novo e identifica adolescente infrator
TRÁFICO

Polícia apreende drogas em Mundo Novo e identifica adolescente infrator

BRASIL

Lula diz que sancionará projeto que libera cassinos e jogos de azar

VIOLÊNCIA

Morto pelo Batalhão de Choque era Policial suspeito de roubo

Luta dos Bombeiros contra o fogo no Pantanal é contínua e emociona
MEIO AMBIENTE

Luta dos Bombeiros contra o fogo no Pantanal é contínua e emociona

RIO BRILHANTE 

Incêndio deixa mulher e sobrinho com queimaduras de 3º grau

PRAZO

Professores de ao menos 25 universidades decidiram pelo fim da greve

Polícia elucida roubo, recupera moto desmontada e prende o receptador

LOTERIA

Quina de São João: veja quanto rende o prêmio de R$ 220 milhões

AMAMBAI 

Ao sair de mercado, casal é feito refém e tem caminhonete roubada

BRASIL

Justiça condena Lula e Boulos por propaganda eleitoral antecipada

Mais Lidas

DOURADOS

Ladrões fazem 'arrastão' e levam quatro caminhonetes durante a madrugada

BIOGRAFIA

Gretchen revela traição do pai de Thammy e cantor Chrystian com chacretes

MARCELINO PIRES

Funcionário de supermercado é detido após desviar mais de R$ 2,4 mil do caixa em Dourados

CRIME

Polícia recupera caminhonete e prende quadrilha que fez 'arrastão' em Dourados