Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
EDITORIAL

Um ano pela frente e muito ainda para se fazer

05 janeiro 2016 - 07h24

Faltando um ano para o fim do mandato de Murilo Zauith (PSB) frente à prefeitura de Dourados, muito ainda precisa ser feito em relação às suas promessas durante a campanha de 2012 quando foi reeleito com a maioria dos votos dos douradenses. Nesses três anos comandando a maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul, o chefe do Executivo cumpriu em parte com seus compromissos, porém, outros ainda estão no papel e provavelmente não devem ser finalizados ao longo de seu mandato.

Entre as situações propagadas durante o período eleitoral, está o asfaltamento de 100% da cidade. As perspectivas de recursos externos para esse fim, mesmo aquele empenhado diante de um financiamento com a Caixa Econômica Federal, são remotas nesse momento de crise. Além do mais, não existe tempo hábil para que isso ocorra.

O mesmo se dá em relação ao chamado para o concurso público, divulgado no último Diário Oficial do ano passado, após um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado junto ao Ministério Público.

Na época em que era candidato à reeleição, Zauith prometera a realização do mesmo, porém, não deverá convocar sequer um servidor dos que forem aprovados, deixando ao próximo gestor, a obrigação de lota-los.

Outro ponto a ser lembrado tem a ver com o transporte coletivo público. A intenção do prefeito em fazer algo moderno, com tecnologia de ponta deve ter ficado para trás e a única medida a ser tomada, em processo licitatório, será a construção de dois novos terminais, aumentando a rotatividade dos coletivos nos bairros.

Já os veículos equipados com “chip” e o desenvolvimento de um aplicativo para os usuários acompanharem a movimentação dos ônibus, não devem ocorrer.

O mesmo se dá com o plano diretor de arborização e outros projetos, não menos importantes, porém, não tão impactantes quanto os mencionados anteriormente.

É claro que outras propostas foram cumpridas nesse período e outras ações desenvolvidas beneficiando muitas pessoas, porém, os chamados ‘carros chefes’ usados pelo atual prefeito durante a sua campanha não sairão do papel, seja de maneira integral, ou parcial.

O fato é que num ano eleitoral, onde as perspectivas do país não são das melhores, pouco poderá ser feito para se mudar esse cenário vivido atualmente no município.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Valor lançado em IPTU pela prefeitura cresceu R$ 10,6 milhões
DOURADOS
Valor lançado em IPTU pela prefeitura cresceu R$ 10,6 milhões
Mulher tem casa invadida e bandidos levam televisão e notebook
DOURADOS
Mulher tem casa invadida e bandidos levam televisão e notebook
Enfermagem de MS perdeu 19 vidas para Covid-19, a mais recente na saúde indígena de Dourados
PANDEMIA
Enfermagem de MS perdeu 19 vidas para Covid-19, a mais recente na saúde indígena de Dourados
Vítima tem pertences roubados por assaltante armado com faca
DOURADOS
Vítima tem pertences roubados por assaltante armado com faca
Professores dão dicas para o segundo dia de provas do Enem
BRASIL
Professores dão dicas para o segundo dia de provas do Enem
DOURADOS
Homem morre no HV dias após ser baleado na fronteira
ESTADO
Governo divulga decreto com regras para o Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico
TRÂNSITO
Detran-MS lança novo sistema de Registro de Veículos em Estoque nesta quarta
FUTEBOL
Vasco visita Bragantino para tentar se afastar do Z-4 no brasileiro
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar hoje R$17 milhões a quem acertar as 6 dezenas

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163