sexta, 24 de maio de 2024
Dourados
18ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

UFMS produz estudo sobre ascensão das mulheres negras

09 setembro 2003 - 16h07

Conflitos de gênero e raça das mulheres negras sul-mato-grossenses e ascensão social foram temas de um estudo produzido no Mestrado em Educação da UFMS, apresentado a uma banca examinadora pela acadêmica Dina Maria da Silva, esta semana. A pesquisa baseou-se em estudos de casos de mulheres negras sul-mato-grossenses, entre 40 e 70 anos, que ascenderam em carreiras no ramo universitário, do Direito, da Psicologia, do Magistério e do empresariado.O desafio era verificar se houve ascensão social das mulheres negras depois que elas partiram para os campos profissionais específicos.“O que observei é que não existe esta ascensão social através da Educação, já que todas elas são negras de origem familiar pobre”, afirma Dina da Silva. Isso demonstra que o preconceito econômico também é tão forte quanto o de cor. São mulheres que, mesmo tendo se formado, corrido atrás de uma profissão, não participam das oportunidades e das chances como as mulheres brancas mais abastadas, segundo constatou.O mito da ascensão social através da Educação foi derrubado nesta pesquisa que detectou o quanto essas mulheres sofreram as barreiras sociais. Todas elas são mulheres politizadas, com um discurso formado em movimentos sociais, sobre ascensão através da Educação, conta a pesquisadora. “Mas o que verifiquei é que as mulheres negras pobres são mais pobres que as mulheres brancas pobres”. A verdade, segundo Dina Silva, é que no item mercado de trabalho, a cor negra foi empecilho para a conquista de empregos nas suas áreas de competência - principalmente na área de advocacia, segundo observou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA

STF proíbe desqualificação de mulher vítima de violência sexual

CONAB

Boletim aponta fretes mais baixos devido comercialização lenta de soja e milho

Foragido da Justiça condenado por estuprar a própria filha é preso  
10 ANOS

Foragido da Justiça condenado por estuprar a própria filha é preso  

ECONOMIA

Frigoríficos dizem que não falta boi no mercado

POLÍTICA

Polícia Federal pede novo inquérito contra deputado Chiquinho Brazão

CAPITAL

'UEMS na Comunidade' visita o bairro Moreninhas II neste sábado

OPORTUNIDADE

Senai e Energisa abrem 100 vagas para curso de eletricista para homens e mulheres

COMUNIDADE

Sicredi Centro-Sul MS/BA abre inscrições para Fundo Social 2024

BRASIL

Governo sobretaxa misturas no aço usadas para burlar punições

JUSTIÇA

STF julga validade de regras internacionais para sequestro de crianças

Mais Lidas

REGIÃO 

Empresários são detidos por desvio de energia elétrica após operação do SIG

R$ 37 MILHÕES

Empresa é contratada para prolongar avenida do Centro até parque público de Dourados

BR-463

Douradense é preso com drogas em carro de luxo

ITAPORÃ

Funcionário de fazenda morre durante manutenção em silo