Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99257-3397

UFMS abrem 800 vagas para oficinas de arte

29 abril 2006 - 10h31

O governo de Mato Grosso do Sul e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) vão trabalhar conjuntamente na formação e incentivo de novos talentos artísticos. O diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), Pedro Ortale, e o reitor da UFMS, Manoel Peró, assinaram na segunda-feira 24 convênio para o oferecimento de cursos de arte gratuitos à população da Capital. O convênio tem duração de dois anos e viabiliza a realização de 24 oficinas de arte em Campo Grande sem nenhum custo aos participantes, atendendo a região central e os bairros Aero Rancho e Moreninhas. A Fundação de Cultura será responsável pelo planejamento, apoio técnico, seleção de alunos e instrutores, compra de material para as oficinas, repasse de pagamento dos instrutores e certificação. A UFMS se responsabiliza pela coordenação pedagógica, monitoramento dos instrutores dos cursos e apoio técnico.“É um projeto de extrema importância para a UFMS, porque ele atende um de seus princípios estatutários que é a integração da universidade com a sociedade. A comunidade acadêmica terá a oportunidade de aplicar os conhecimentos obtidos dentro da sala de aula, além de promover uma verdadeira integração da universidade com a sociedade. Trata-se de uma iniciativa que tem um alcance muito grande porque vai realmente ao encontro daquelas pessoas que têm necessidade dos serviços oferecidos pela universidade”, avalia o reitor da UFMS, Manuel Peró.Para o diretor-presidente da FCMS, Pedro Ortale, “o trabalho feito em conjunto com a Universidade Federal vai beneficiar diretamente a população. Teremos condições de oferecer cursos e oficinas voltados para a realidade da comunidade, com melhor acompanhamento e avaliação. A UFMS, por ser um centro de geração e difusão do conhecimento, poderá fazer estudos e avaliações constantes sobre os avanços sociais proporcionados pelas oficinas”.Ao todo serão abertas 800 vagas para as oficinas, sendo 295 no Parque Jacques da Luz, no bairro Moreninhas; 285 no Parque Ayrton Senna, bairro Aero Rancho; e 220 no Centro Cultural José Octávio Guizzo, Centro de Campo Grande. As inscrições começam a partir de segunda-feira (1º de maio) nos parques. No Centro Cultural as inscrições poderão ser feitas a partir de 2 de maio (terça-feira). O processo de seleção será feito por técnicos da Fundação de Cultura e da UFMS. O início das aulas está previsto para a segunda quinzena de maio.Todas as oficinas serão direcionadas ao ensino da arte, tendo como preocupação a inserção da cultura regional no conteúdo programático. No Parque Jacques da Luz serão oferecidos cursos de Teatro de Bonecos (duas turmas de 15 alunos cada), Teatro para Jovens e Adultos (uma turma com 20 alunos), Artes Visuais (duas turmas com 20 alunos), Restauração e Pátina (duas turmas com 20 alunos), Balé Clássico (três turmas com 15 alunos), Mosaico (duas turmas com 20 alunos), Teoria Musical (uma turma com 30 alunos), Leitura e Contação de Histórias (uma turma com 20 alunos) e Violão (uma turma com 30 alunos). Os moradores da região do Parque Ayrton Senna terão à sua disposição as oficinas de Teatro de Bonecos (duas turmas com 15 alunos cada), Teatro para Jovens e Adultos (uma turma com 20 alunos), Artes Visuais para Alunos Especiais (duas turmas com 20 alunos), Restauração e Pátina (duas turmas com 20 alunos), Balé Clássico (três turmas com 15 alunos), Leitura e Contação de Histórias (uma turma com 20 alunos), Teoria Musical (uma turma com 30 alunos), Coral (uma turma com 30 alunos) e Violão (uma turma com 30 alunos). No Centro Cultural José Octávio Guizzo as oficinas são Dança Contemporânea (duas turmas com 15 alunos cada), Teatro para Jovens e Adultos (uma turma com 20 alunos), Artes Visuais para Alunos Especiais (duas turmas com 20 alunos), Leitura e Contação de Histórias (duas turmas com 20 alunos), Violão (duas turmas com 30 alunos), Teoria Musical (uma turma com 30 alunos). Os instrutores das oficinas foram escolhidos entre os acadêmicos da UFMS. Eles vão seguir um plano pedagógico organizado juntamente com a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, sob a monitoria de professores da universidade. Além dos alunos que vão ministrar as oficinas culturais, a UFMS também atuará nos Parques Ayrton Senna e Jacques da Luz oferecendo periodicamente a visita de acadêmicos de outros cursos, com serviços de saúde e assistência social.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Três pacientes aguardam por leitos de UTI Covid em Dourados
SISTEMA DE SAÚDE
Três pacientes aguardam por leitos de UTI Covid em Dourados
IMUNIZAÇÃO
Brasil recebe lote de vacinas da Pfizer pelo consórcio Covax Facility
ESPORTES
Liga das Nações: Brasil termina 1ª fase com vitória e enfrenta Japão
CULTURA
Exposição com obras de Conceição dos Bugres fica no Masp até janeiro
POLÍTICA
Congresso recebe iluminação verde para incentivar preservação ambiental
PANDEMIA
Brasil registra 17,9 milhões de casos de covid-19 e 501,8 mil mortes
POLÍTICA
Vereadores votam LDO da Capital na terça-feira com projeção de R$ 4,669 bilhões
BRASILEIRO
Ceará domina Inter fora de casa, mas duelo acaba empatado
REGIÃO
Jovem é detido por populares após roubar de cerveja em conveniência
ESPORTES
Judô paralímpico do Brasil vai quatro vezes ao pódio na Inglaterra

Mais Lidas

ASSASSINATO
Investigações apontam que mulher foi atraída para o local do crime por proposta de trabalho
VIVAL DOS IPÊS
Com suspeita de latrocínio, mulher é encontrada morta em Dourados
LAGUNA CARAPÃ
Veículo de mulher morta em Dourados é encontrado
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"