Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
(67) 99257-3397

TSE vota novo calendário eleitoral após minirreforma

13 junho 2006 - 15h53

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) votará amanhã o novo calendário eleitoral. A medida é necessária para atualizar prazos previstos no calendário anterior, modificados a partir da aprovação da Lei 11.300. Também conhecida como minirreforma eleitoral, a medida foi sancionada em maio pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O calendário anterior previa prazos incompatíveis com a nova lei. Por exemplo, falava em um prazo para os partidos definirem a localização de outdoors de campanha, enquanto a nova lei proíbe completamente a utilização desse tipo de publicidade. Além disso, o calendário anterior dava o prazo de 1º de agosto para os candidatos que fossem radialistas abandonassem seus encargos nas emissoras de rádio. Com a minirreforma, a norma é que eles devem deixar de trabalhar logo após a oficialização da candidatura nas convenções partidárias. O ministro do TSE José Gerardo Grossi afirmou hoje que, em caso de conflito, o que valerá é a nova lei. "Todos os dispositivos da lei 11.300 que foram aprovados pelo TSE passaram a valer", disse ele. "Se, eventualmente, a lei 11.300 tem datas que conflitam com as datas anteriores estabelecidas pelo TSE, vale a lei." A sessão do TSE, que normalmente acontece às terças e quintas-feiras, foi adiada por causa do jogo da seleção brasileira de futebol. Os trabalhos começam a partir das 19h de amanhã.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Comissão debate projeto que trata da segurança no armazenamento de dados dos consumidores
POLÍTICA
Comissão debate projeto que trata da segurança no armazenamento de dados dos consumidores
UFGD promove show com a banda Vokalika, nesta sexta
MÚSICA
UFGD promove show com a banda Vokalika, nesta sexta
PMA sobrevoa rio para planejamento de proteção de cardumes devido ao baixo nível de água
POLÍCIA
PMA sobrevoa rio para planejamento de proteção de cardumes devido ao baixo nível de água
Dourados diminui toque de recolher e libera música e sinuca, mas parques continuam fechados
NOVO DECRETO
Dourados diminui toque de recolher e libera música e sinuca, mas parques continuam fechados
ECONOMIA
Dólar tem nova queda e fecha a R$ 4,90
DOURADOS
Detetive que comandou execução de esposa e comparsa são transferidos para PED
POLÍCIA
Em ação conjunta polícia prende jovem suspeito de furtar três residências
BRASIL
Ministro do STF determina novamente prisão de Daniel Silveira
INFRAESTRUTURA
Governo e BB assinam contrato para investimentos em rodovias de MS
LOTERIA
Quina de São João paga R$ 190 milhões no próximo sábado

Mais Lidas

DOURADOS
Marido de mulher executada em emboscada é encaminhado para prestar depoimento
EXECUÇÃO
Bilhete ajuda SIG a prender suspeita de atrair detetive e atirador é localizado no MT
CAMPO GRANDE
Homem é espancado e confundido com serial killer depois de ser abandonado em rodovia
DOURADOS
Relacionamento conturbado e bens patrimoniais teriam motivado execução de Zuleide