Menu
Busca domingo, 28 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397
BRASIL

TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

22 janeiro 2021 - 10h52Por Agência Brasil

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, assinou ontem (21) uma resolução suspendendo as consequências legais para quem não votou nas eleições municipais de 2020 e não justificou ou pagou a multa.

Entre suas justificativas, a medida considera “que a persistência e o agravamento da pandemia da Covid-19 no país impõem aos eleitores que não compareceram à votação nas Eleições 2020, sobretudo àqueles em situação de maior vulnerabilidade, obstáculos para realizarem a justificativa eleitoral”.

O texto da resolução sobre o assunto considera ainda a “dificuldade de obtenção de documentação comprobatória do impedimento para votar no caso de ausência às urnas por sintomas da covid-19”.

A norma não estipula prazo para a suspensão das sanções para quem não votou e não justificou ou pagou multa. A medida ficará vigente ao menos até que o plenário do TSE vote se aprova ou não a resolução assinada por Barroso. Isso não deve acontecer antes de fevereiro, devido ao recesso forense.

A resolução destaca que não se trata de uma anistia para quem não votou, pois tal providência somente poderia ser tomada pelo Congresso Nacional, frisa o texto da norma.

O prazo para justificar ausência no primeiro turno encerrou-se em 14 de janeiro. O limite para justificar a falta no segundo turno é 28 de janeiro. Ambas as datas marcam os 60 dias após as votações, que ocorreram em 15 e 29 de novembro.

Pela Constituição, o voto é obrigatório para todos os alfabetizados entre 18 e 70 anos. Em decorrência disso, o artigo 7º do Código Eleitoral prevê uma série de restrições para quem não justificar a ausência na votação ou pagar a multa. Enquanto não regularizar a situação, o eleitor não pode:

– inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles;

– receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;

– participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal ou dos municípios, ou das respectivas autarquias;

– obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;

– obter passaporte ou carteira de identidade;

– renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;

– praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital mas é detido
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital mas é detido
TRÁFICO DE DROGAS
Homem é preso com droga que levaria para PR
ESPORTES
Vasco anuncia Marcelo Cabo como seu novo técnico
Mega-Sena: aposta do Rio leva sozinha prêmio de R$ 49 milhões
LOTERIA
Mega-Sena: aposta do Rio leva sozinha prêmio de R$ 49 milhões
Domingo tem previsão de temperatura elevada e não chove
TEMPO
Domingo tem previsão de temperatura elevada e não chove
CAMPEONATO ESTADUAL
Focado em se manter na elite, Dourados estreia hoje contra o Aquidauanense
JUSTIÇA FEDERAL
Contribuinte não pode mudar declaração de IR simplificada para completa após prazo de entrega
BRASIL
Ceará lança lista inédita de animais encontrados no estado
PANDEMIA
Ampliados setores que vão abrir durante lockdown no Distrito Federal
STF
Liminar impede uso da tese de legitima defesa da honra em processos criminais

Mais Lidas

DOURADOS 
Mulher é esfaqueada na região central e encaminhada ao HV em estado grave
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio
DOURADOS 
Mulher é presa após furtar residência no Altos do Indaiá
ITAQUIRAÍ
Acusado de matar homem com tiro na nuca diz que vítima ameaçava ex