Menu
Busca sábado, 27 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Trabalhadores pedem a saída de Berzoini

04 junho 2004 - 14h49

Mais de mil trabalhadores, entre presidentes de confederações nacionais, federações e sindicatos, reunidos hoje pela manhã em Campo Grande durante a instalação do Fórum Sindical dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul, pediram a "cabeça" do ministro do Trabalho e Emprego, Ricardo Berzoini, por entender que ele tem atuado mais a favor da classe patronal e de interesses externos.O fórum foi instalado às 10 horas durante solenidade na Casa da Indústria, depois de uma passeata pelas principais ruas de Campo Grande. No encontro, estiveram presentes, entre outras autoridades, os deputados federais Waldemir Moka e Nelson Trad (PMBD), que manifestaram apoio à luta da categoria, para garantir os direitos adquiridos como férias, 13º salário, FGTS, e outros benefícios, garantidos pela CLT, e que estão ameaçados pela proposta do Governo que está para ser votada ainda este ano. A "cabeça" do ministro foi pedida por alguns líderes sindicais. O primeiro a manifestar a idéia de criar um movimento para tirar o ministro dessa pasta foi o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Particular, professor Ricardo Froes. Ele disse também que esse movimento, implantado em Mato Grosso do Sul e em vários outros Estados, precisa estar unido para pressionar o Congresso Nacional para não votar favorável ao projeto do governo, que cria a pluraridade sindical, acabando com a força dos sindicatos, , que são favoráveis à unicidade (sindical).O deputado Nelson Trad disse que não votará a favor da pluraridade sindical. Além disso ele se comprometeu em atuar junto aos demais parlamentares para que não apóiem a proposta do governo, pois entende que seria o "caos" para os trabalhadores brasileiros. Waldemir Moka disse que o projeto do governo visa beneficiar somente alguns segmentos das entidades que representam o movimento dos trabalhadores. Ele alertou, durante a instalação do fórum, que se não houver pressão junto ao Congresso Nacional, o projeto corre risco de passar à revelia dos interesses da maioria. O coordenador do fórum, José Lucas da Silva, diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio, avaliou como positivo o movimento em Mato Grosso do Sul. Segundo ele, a luta está apenas começando e as entidades que integram o FST/MS, vão conversar com todos os parlamentares que representam o Estado em Brasília, para contar com o apoio deles nesse processo. Além disso o fórum estará atento a toda movimentação do governo e do Congresso Nacional em torno da questão. José Lucas enalteceu a presença de presidentes e diretores de várias confederações do País no lançamento do FST/MS como a CNTC, a CONTRATUH (Confederação Nacional dos Trabalhadores  em Turismo e Hospitalidade), a CNTI (trabalhadores na indústria), CNTTT (transportes terrestres) e CNTEEC (trabalhadores em estabelecimentos de educação e cultura), entre outras. A "Carta do FST/MS", segundo ele, deverá sair na próxima semana.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OAB quer revisão da alíquota do ICMS da gasolina em MS
MS
OAB quer revisão da alíquota do ICMS da gasolina em MS
Ocupação de leitos de UTI Covid em Dourados volta a bater 100%
PANDEMIA
Ocupação de leitos de UTI Covid em Dourados volta a bater 100%
PANDEMIA
Brasil tem recorde de mortes por Covid-19 pelo terceiro dia seguido
CAMPO GRANDE
Adolescente morre e motorista fica gravemente ferido em acidente na BR-163
Chance de ganhar no Nota MS Premiada é 28 vezes maior do que na Mega-Sena
MS
Chance de ganhar no Nota MS Premiada é 28 vezes maior do que na Mega-Sena
PRÊMIO
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 50 milhões
INFORME PUBLICITÁRIO
48 horas com promoções imperdíveis na Relax Life, confira as ofertas
TV DOURADOS NEWS
Câmara debate em audiência pública nesta terça a intervenção na UFGD
Adolescente que teve 90% do corpo queimado por chapa morre em hospital
ECONOMIA
Aneel mantém bandeira amarela na tarifa de energia elétrica em março

Mais Lidas

DOURADOS 
Operação desarticula quadrilha especializada em furtos de máquinas agrícolas
DOURADOS 
Mulher é esfaqueada na região central e encaminhada ao HV em estado grave
PARAGUAI
Quadrilha é presa com 1,4 tonelada de cocaína e até avião na fazenda de Pavão
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio