quinta, 25 de abril de 2024
Dourados
22ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

TJ tenta esclarecer mudanças na indenização de oficiais

04 setembro 2003 - 10h17

O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) está tendo dificuldades em convencer os oficiais de Justiça sobre mudanças no pagamento de indenização de transporte de atos da justiça gratuita. No dia 14 de agosto, o Judiciário baixou uma resolução alterando os cálculos, que resultou em diminuição no valor pago. Para o TJ, a mudança significa economia e correção de distorções. Os oficiais entendem apenas como perda de receita. Na prática, o valor pago por cumprir uma intimação cumprida em dois dias com um deslocamento, por exemplo, caiu de R$ 12,36 para R$ 7,30.Segundo informações do TJ, antes, um oficial de Justiça saía para cumprir vários mandados no mesmo roteiro, mas recebia o referente às quilometragens da viagem de cada uma das ordens cumpridas. Isso, na visão do Judiciário, estava onerando demais o serviço e, agora, o servidor pega várias ordens, cumpre um roteiro e recebe por eficiência, celeridade e deslocamento.As mudanças afetam apenas as comarcas que contam com a Controladoria de Mandados, ou seja, Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá. Nas outras 46 comarcas, os valores e forma de pagamento da indenização de transporte estão mantidos, com valor fixo de R$ 5,92. “Ao contrário do que têm propalado alguns segmentos dos oficiais de justiça, a controladoria, se implantada na integralidade das comarcas do Estado, como pretende a atual administração do Poder Judiciário, propiciará que os outros oficiais de justiça e avaliadores, também tenham a possibilidade de serem indenizados com ganho de 23,31% maior, para a primeira hipótese e 45,40% maior, para a segunda hipótese, como previsto para os oficiais das comarcas de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá”, descreve trecho da nota do TJ/MS expedida ontem à tarde. Desde que a resolução foi publicada, os oficiais de Justiça estão reclamando das novas regras. Foram até na Assembléia Legislativa tentar barrar a medida. Enquanto isso, o TJ mantém as alterações e vem emitindo, nos últimos dias, várias notas na tentativa de explicar aos servidores o que foi alterado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO

Local de prova do concurso unificado será divulgado hoje, às 10h

MATO GROSSO DO SUL

Agraer vai comprar de 60 mil mudas de erva-mate para distribuir a pequenos produtores

CLIMA

Quinta-feira tem previsão de sol e tempo seco em grande parte do Estado

Após alta na carne bovina, Dourados inicia a quinta com preços fixos no agro
COTAÇÃO

Após alta na carne bovina, Dourados inicia a quinta com preços fixos no agro

ECONOMIA

Regulamentação da reforma tributária prevê alíquota média de 26,5%

POLÍTICA

Sessão do Congresso Nacional sobre vetos presidenciais é adiada

ECONOMIA

Vacina tetravalente contra a gripe do Butantan terá verbas do BNDES

SAÚDE

Unidade Móvel do Hospital de Amor está em Coronel Sapucaia nesta semana

PESQUISA

A cada 8 minutos, uma mulher é vítima de estupro no país

CÂMARA DE DOURADOS

Marcio Pudim pede obras de asfalto, tubulação e quebra-molas em distritos

Mais Lidas

SENAR

Do Japão para Mato Grosso do Sul: filha assume legado do pai e se tornou pecuarista

COLISÃO

Mãe e criança morrem após colisão de caminhonete e carro na BR-163

DOURADOS

Concurso "Miss e Mister Indígena" acontece no próximo sábado na Jaguapiru

COTAÇÃO

Soja em alta; confira como iniciam os preços do agro nesta quarta