Menu
Busca terça, 31 de março de 2020
(67) 9860-3221

TJ não tem como antecipar julgamento de agravo do MST

13 janeiro 2004 - 15h29

Em virtude do período de férias forenses, o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) não deve antecipar o julgamento do agravo proposto pelo advogado do (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), Mário Morandi. A medida foi apontada pelo secretário de Justiça e Segurança Pública, Dagoberto Nogueira Filho, como uma saída para, dependendo do que for decidido pela Justiça, evitar que as 150 famílias desocupem a área do anel rodoviário da Capital. Dagoberto tenta evitar que as famílias sejam removidas indevidamente, já que o prazo dado pelo juiz substituto da 2ª Vara de Fazenda e Registros Públicos, Nélio Stábile, termina amanhã, às 12 horas. No entendimento do secretário, a Justiça pode acolher o pedido do agravo e as famílias já terem sido removidas do local. O processo foi distribuído para o desembargador Paulo Alfeu Puccinelli e deve ser julgado amanhã, às 14 horas. Segundo informações da assessoria do TJ/MS, neste período de férias forenses os processos considerados de urgência são julgados por duas turmas especiais, sendo a 1ª Turma na terça-feira e a 2ª, na quarta-feira. O desembargador Puccinelli pertence a 2ª turma e o processo só deve ser julgado amanhã, respeitando a pauta da Justiça. As duas turmas são aptas para julgar processos nas áreas cível e criminal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Decreto oficializa Vale Renda de R$ 240 por três meses com recursos da assistência social
Educação
Conheça a educação a distancia da Universidade Paulista UNIP, cursos reconhecidos pelo MEC, vestibular digital
FLAGRANTE
Jovens de Maracaju são autuados por tráfico de drogas em Dourados
Saúde e Bem-estar
Falando de Autismo
ÀS 13H
Dourados recebe 7 mil doses e retoma vacinação contra a Influenza nesta tarde
OPORTUNIDADE
SAD homologa resultado final do Processo Seletivo do Hospital Regional de MS
SAÚDE
Covid-19: 500 mil kits de teste rápido chegam ao Brasil
COVID-19
Estado deve poupar R$ 187 milhões após STF suspender parcelas da dívida com a União
FURTO
Homem e uma mulher grávida são presos após furtar mercearia
CLIMA
Dourados deve ter março mais seco em três anos

Mais Lidas

FRONTEIRA
Acidente na MS-164 em Ponta Porã leva pai e filho a óbito
DOURADOS
Homem entra em veículo e anuncia assalto com arma de brinquedo; vídeo
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
NOTA PREMIADA
Lista de ganhadores já está disponível para consulta