Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Tevez quer sair do Corinthians junto com Passarella

11 maio 2005 - 09h54

Um anúncio do vice-presidente do Corinthians Nesi Curi precipitou a demissão de Daniel Passarella e detonou nova crise entre a diretoria do clube e a MSI, que não autorizara a divulgação.Para agravar a situação, a saída do técnico revoltou Tevez, o principal astro do Corinthians. O argentino, 21 anos, ameaçou ir embora junto com o compatriota, o último a saber de sua queda. O substituto não foi definido. O auxiliar Márcio assume interinamente.A decisão foi tomada ontem pela manhã, numa reunião na casa de Alberto Dualib, presidente corintiano. Porém Kia Joorabchian pedira tempo aos dirigentes corintianos para fazer a divulgação. Queria antes convidar Passarella para ser diretor da MSI, o que evitaria o pagamento de multa. Também precisava explicar a situação aos investidores do grupo que preside, já que a troca no comando acarretará novos gastos.Num almoço na sede da Federação Paulista de Futebol em homenagem a diversos cartolas e com a presença de Nicolás Leoz, presidente da Conmebol, Curi anunciou a decisão em entrevista, contrariando Kia. Irritado também ficou Tevez. A Folha apurou que, ao receber telefonema do iraniano, disse que queria sair com Passarella, apesar de ter compromisso de cinco anos com a empresa.O jogador ouviu um pedido de calma e que o técnico não seria demitido, pois receberia convite para ser dirigente da MSI. Segundo um dirigente, que pediu para não ser identificado, o atacante contou anteontem ao treinador que deixaria o Corinthians em sua solidariedade.A assessoria de imprensa da MSI diz que o jogador nunca manifestou insatisfação no clube.Conforme a Folha apurou, a parceria encarou a ameaça apenas como pressão de Tevez na tentativa de reverter a situação.Quando a fritura de Passarella estava só no começo, o atacante já havia pedido para ser negociado o mais rápido possível. Ouviu que não há chance de sair antes de um ano do clube. Reservadamente, os diretores corintianos dizem que não se preocupam, pois há um contrato a ser cumprido.O anúncio da demissão de Passarella foi feito por volta das 13 horas. Pouco depois, Curi levou uma bronca de Kia por se antecipar ao pronunciamento oficial. Pediu desculpas, disse ter se enganado. Dois convidados da FPF afirmaram ter visto um "barraco" corintiano na sede da entidade.A antecipação acabou com o temor do clube de que a MSI voltasse atrás e segurasse o argentino.Uma hora após a declaração de Curi, o técnico, acompanhado de seu assessor, dirigiu-se ao Parque São Jorge para comandar o treinamento vespertino. Uma pessoa ligada ao argentino ouviu as declarações de Curi e ficou revoltada. Telefonou para os dirigentes corintianos e pediu explicações.Ao chegar ao clube, Passarella soube pelo vice Andrés Sanchez e pelo diretor da MSI, Paulo Angioni, que não seria mais o técnico.A dupla lhe ofereceu o cargo de diretor internacional. Uma nova conversa foi marcada para hoje, mas Passarella não irá aceitar o posto. Assim, a parceria terá de pagar cerca R$ 3,5 milhões ao ex-técnico. O valor é a soma dos R$ 335 mil mensais que ele receberia até o final do contrato, em fevereiro de 2006, mais férias e 13º salários proporcionais."Pode até ter isso [a multa]. Mas mais importante do que isso é que o Passarella é conhecido mundialmente e o nome dele é bom para o projeto de internacionalização do clube", disse o vice de futebol, sem saber detalhar como ele atuaria no novo cargo.Segundo Sanchez, a saída de Passarella não foi motivada pelos 5 a 1 para o São Paulo."Foi o dia-a-dia. Ele não encaixou sua filosofia no perfil dos nossos jogadores. Se houve problema de relacionamento com o elenco, não vamos falar disso aqui."Passarella, que ontem fez uma reunião para se despedir dos atletas, encontrava resistência no elenco corintiano. Muitos deles queriam a saída do treinador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MINAS GERAIS
Avião cai no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte
Com motorista embriagado e duas menores portando droga, veículo é abordado e 5 vão para a delegacia
PARANAÍBA
Com motorista embriagado e duas menores portando droga, veículo é abordado e 5 vão para a delegacia
Idosos e profissionais de saúde podem tomar segunda dose de vacina contra Covid amanhã
DOURADOS
Idosos e profissionais de saúde podem tomar segunda dose de vacina contra Covid amanhã
EMPREGO
Funtrab fecha primeiro trimestre de 2021 com mais de 10 mil vagas intermediadas
BRASIL
Arrecadação federal sobe 18,5% e bate recorde para meses de março
ARTIGO
Você trata bem sua esposa?
JUSTIÇA
Serviço de limpeza é retomado em Dourados após TCE revogar decisão
NEGÓCIOS & CIA
Muito mais flexibilidade e conforto para você: Coleção fitness Thais Matos Lingerie
PANDEMIA
MS participa de consórcio para compra de 28 milhões de doses de vacina contra Covid
DOURADOS
Com apenas seis bolsas do tipo O-, Hemocentro faz apelo por doação de sangue

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
LOTERIAS
Mega-Sena premia uma aposta com R$ 40 milhões e 11 douradenses acertam a Quadra
DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro