Menu
Busca sexta, 14 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Terminou o horário de verão, acerte o seu relógio

20 fevereiro 2011 - 07h07

Os relógios dos moradores das regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste do País tiveram de ser atrasados em uma hora à 0h desse domingo. Com o fim da 37ª edição do horário brasileiro de verão, que havia começado no dia 17 de outubro de 2010, as tardes voltam a ser mais curtas e as manhãs mais longas nos 10 Estados dessas regiões e no Distrito Federal.

Após 126 dias de vigência, o horário de verão terminou nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

De acordo com o Ministério das Minas e Energia, o horário de verão é adotado sempre na mesma época do ano por causa do aumento na demanda por energia, resultado do calor e do crescimento da produção industrial às vésperas do Natal. Nesse período, os dias têm maior duração por causa da posição da terra em relação ao sol, e a luminosidade natural pode ser melhor aproveitada.

Economia
Segundo dados do Ministério de Minas e Energia de 2010, anteriores à 37ª edição do horário de verão, desde 2000 a medida reduziu uma média de 4,6% na demanda por energia no horário de maior consumo (horário de "pico"), entre 18h e 21h. Isso significa que as usinas deixaram de gerar, no horário de maior carga, cerca de 2 mil megawatts a cada ano, ou 65% da demanda do Rio de Janeiro, ou 75% da de Porto Alegre.

O Ministério de Minas e Energia diz que "a experiência tem demonstrado que os melhores resultados da aplicação do Horário de Verão ocorrem nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste em função de suas características e localização geográfica". Além disso, Sudeste e Sul são regiões economicamente mais desenvolvidas e consomem mais. No Norte e Nordeste, a mudança de horáro ocorre apenas em situações especiais.

Efeitos no organismo
De acordo com a médica especialista em medicina do sono, Luciana Palombini, a total adaptação do corpo à nova mudança de horário pode demorar cerca de uma semana. "É uma mudança bem mais favorável porque a tendência natural, fisiológica do ser humano é de atrasar o horário do sono, e não adiantar. É uma adaptação mais fácil de ser feita do que quando os relógios se adiantam", disse ela.

A médica sugere que as pessoas evitem ficar na cama quando já estão despertas, esperando o sono voltar. Em tais momentos, é melhor fazer alguma atividade relaxante, ao invés de alimentar a ansiedade de tentar dormir. Além disso, os cochilos que alguns tiram durante a tarde devem ser evitados. "O sono da noite deve ser consolidado, não pode ser feitos em partes", disse. Os horários para dormir e acordar também devem ser pouco variáveis.

Histórico
O americano Benjamin Franklin foi a primeira pessoa a propor que se adiantasse os relógios para aproveitar melhor as horas de sol, em 1784, quando ainda não havia energia elétrica. Sua ideia, porém, não foi adotada pelo governo dos Estados Unidos. O primeiro país a utilizar a medida foi a Alemanha, durante a 1º Guerra Mundial.

No Brasil, o horário de verão foi adotado pela primeira vez em 1931, com duração de cinco meses. Até 1967 a mudança no horário ocorreu 11 vezes. Desde 1985, no entanto, a medida vem sendo adotada sem interrupções, com diferenças apenas nos Estados em que esta mudança é adotada, e no período de duração.

Em 2008, um decreto presidencial instituiu que o horário de verão vai começar sempre à 0h do terceiro domingo de outubro e vai terminar à 0h do terceiro domingo do mês de fevereiro do ano seguinte.Se a data coincidir com o domingo de Carnaval, o fim do horário de verão é transferido para o domingo seguinte.

Outros países
Atualmente, adotam o horário especial vários países da União Europeia, a maioria das nações que formavam a União Soviética, a maioria do Oriente Médio (Irã, Iraque, Síria, Líbano, Israel, Palestina), parte da Oceania (Austrália, em parte do seu território, e Nova Zelândia), a América do Norte (Canadá, Estados Unidos e México), alguns da América Central (Cuba, Honduras, Guatemala, Haiti e Bahamas) e da América do Sul (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile). No entanto, o período de vigência do horário de verão pode variar de acordo com o país.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AJUDA
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar o auxílio emergencial
Cantora "gospel" Gisele Silva, lança seu CD hoje, com transmissão ao vivo pelo Dourados News
TV DOURADOS NEWS
Cantora "gospel" Gisele Silva, lança seu CD hoje, com transmissão ao vivo pelo Dourados News
Estágio supervisionado de nutrição realiza doação de cestas básicas
UNIGRAN
Estágio supervisionado de nutrição realiza doação de cestas básicas
Queda de avião em plantação de milho matou produtor rural gaúcho
SÃO GABRIEL
Queda de avião em plantação de milho matou produtor rural gaúcho
PESQUISA
Datafolha: 51% reprovam Bolsonaro na pandemia; 21% aprovam
CORUMBÁ
Torneio de pesca esportivo vai distribuir R$ 100 mil em prêmios
TACURU
Motorista é preso com 45 mil pacotes de cigarros contrabandeados
TEMPO
Sexta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
CASSILÂNDIA
Funcionário de fazenda morre após bater em árvore e ser atropelado por trator
RIO DE JANEIRO
Primeira vereadora trans de Niterói deixa o país após ameaças de morte

Mais Lidas

DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
PESQUISA
Estudo confirma presença de dinossauros em Mato Grosso do Sul
ARTISTA
Desenhista de MS "consagrado" por Silvio Santos terá novo encontro com apresentador
CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP