Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
ESPORTE

Tenista brasileira dedica homenagem em evento-teste dos jogos a mulheres

12 dezembro 2015 - 18h40

A tenista Maria Esther Bueno foi homenageada hoje (12) na inauguração da quadra central do Centro Olímpico de Tênis, que recebeu o nome da sete vezes vencedora de torneios individuais do Grand Slam. Emocionada, a atleta destacou a importância da homenagem para o esporte feminino.

"Fico muito orgulhosa de ter representado bem o Brasil e acho que para a mulher brasileira foi uma grande vitória, porque tudo a gente tem que fazer o triplo dos homens. A gente conseguiu tudo isso e hoje é um dos dias mais felizes da minha vida", disse a tenista.

O Centro Olímpico de Tênis foi a primeira instalação do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, a ser utilizada em um evento-teste, o Correios Mastercup 2015, que começou na última quinta-feira e terminou hoje. Ao todo, participaram da competição 74 atletas que buscam vagas nas Olimpíadas e nas Paralimpíadas.

Com investimento de cerca de R$ 190 milhões do governo federal, o local conta com 16 quadras de tênis, sendo nove delas previstas para continuar após o fim dos jogos. Na arena principal, a capacidade chega a 10 mil torcedores. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, participou da inauguração e defendeu que o lugar seja administrado pela iniciativa privada depois das Olimpíadas.

"A gente também deve fazer uma parceria privada para a manutenção desse espaço. É um equipamento que, se bem explorado e bem utilizado, pode dar lucro. E é o que eu espero que aconteça", disse o prefeito, que afirmou ter recebido na última quinta-feira (10) uma proposta da Confederação Brasileira de Tênis, que deseja assumir o local. "Eles têm que mostrar viabilidade para cuidar disso".

O tenista Gustavo Kuerten, Gugam também foi a cerimônia de inauguração e elogiou a estrutura do centro olímpico. "É uma estrutura digna dos maiores torneios do mundo", afirmou. No entanto, ele chamou a atenção para a necessidade de manutenção e de aliar a estrutura a outras iniciativas. "Não depende só da quadra, depende de inúmeros fatores que temos que continuar trabalhando e evoluindo".

Para o diretor de esportes do Comitê Rio 2016, Rodrigo Garcia, o evento-teste foi foi bem-sucedido e permitiu testar a operação da parte médica e do sistema de resultados, além da estrutura física e do acesso. Segundo Rodrigo, no próximo evento-teste do Parque Olímpico, de basquete, será possível ter uma ideia melhor do fluxo de pessoas, já que o público previsto é maior.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aposentada que teve desconto indevido no benefício será indenizada
MS
Aposentada que teve desconto indevido no benefício será indenizada
Fundação de Cultura cogita carnaval entre maio e julho em MS
PANDEMIA
Fundação de Cultura cogita carnaval entre maio e julho em MS
Dourados confirma mais quatro óbitos e chega a 210 vítimas da Covid-19
PANDEMIA
Dourados confirma mais quatro óbitos e chega a 210 vítimas da Covid-19
MIRANDA
Após roubar e ameaçar idoso de morte, homem é preso em construção abandonada
STF nega liminar contra voto presencial para presidência da Câmara
POLÍTICA
STF nega liminar contra voto presencial para presidência da Câmara
REGIÃO
Prefeitura de Rio Brilhante dinamiza serviços do laboratório central
ANASTÁCIO
Polícia flagra esquema de furto de combustível na BR-262
ARTIGO
Metas para 2021
PANDEMIA
MS confirma mais de 30 óbitos por coronavírus e ultrapassa 155 mil casos
BRASIL
TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

Mais Lidas

DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
VIAGEM SANTA
PF deflagra operação contra tráfico de drogas em empresas de turismo religioso de Dourados
DOURADOS
Um dos corpos encontrados às margens da BR-163 foi quase decapitado
DOURADOS
Alvo da PF, empresário foi preso com armas e fortuna ao sofrer atentado em 2019