Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

TCE/MS recomenda intervenção no município de Rio Verde

26 março 2008 - 17h46

O não cumprimento das obrigações Constitucionais no exercício de 2005, pelo prefeito de Rio Verde de Mato Grosso (MS), Mário Alberto Kruger conforme Balanço Geral de 2005 que recebeu Parecer Prévio Contrário à Aprovação levou ao Pleno do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE/MS), presidido pelo conselheiro Cícero Antônio de Souza na sessão desta quarta-feira (26.03), a aprovar representação pela intervenção estadual no município junto ao governador do Estado, André Puccinelli.

Segundo o relatório voto do conselheiro Augusto Maurício da Cunha e Menezes Wanderley “verifica-se que o Sr. Mário Alberto Kruger, prefeito Municipal de Rio Verde de Mato Grosso/MS, demonstrou falta de zelo na administração da coisa pública, mormente em relação ao porcentual aplicado a menor dos recursos vinculados às ações e serviços públicos de educação, com percentual de apenas 24,51% das receitas determinadas por lei, quando o índice determinado para o período foi de 25%, ou seja, 0,49% abaixo do limite mínimo estabelecido pelo Artigo 212 da Constituição Federal”.

Ainda de acordo com o relatório voto, “uma vez constatada a não observância do município ao artigo 212 da CF, incidirá a medida prevista no artigo 35, inciso III da Constituição Federal, com redação dada pela Emenda Consitucional nº 29 de 13/09/2000:

“Art.35 O Estado não intervirá em seus municípios, nem a União nos municípios localizados em Território Federal, exceto quando: (...) III – não tiver sido aplicado o mínimo exigido da receita municipal na manutenção e desenvolvimento do ensino e nas ações e serviços públicos de saúde.”

Já o ex-prefeito Municipal de Anastácio, Nildo Alves de Abres em 2003 aplicou somente 7,17% nas ações e serviços públicos de saúde, quando deveria ter aplicado 15%, portanto, também incorrendo no não cumprimento das Obrigações Constitucionais. Neste caso, o Tribunal Pleno aprovou o relatório voto do conselheiro José Ancelmo dos Santos que acatou o Parecer do Ministério Público Especial junto ao TCE/MS, que relevou a violação da Constituição Federal. “A inobservância constitucional em comento se deu em exercício já findo (2003), sendo que seria extremamente penosa, no entendimento desta Procuradoria, para a atual administração municipal a aplicação da medida interventiva prescrita no artigo 11, inciso III da Constituição Estadual de Mato Grosso do Sul”. Como medida punitiva, o conselheiro aplicou multa de 100 Uferms ao ex-gestor municipal. Durante a sessão foram analisados 64 processos, dos quais a metade considerada irregulares. Em alguns casos, cabe recurso por parte dos ordenadores de despesas, após publicação no Diário Oficial do Estado.



Deixe seu Comentário

Leia Também

Vídeo flagra caminhão 'entalado' no túnel de acesso ao Parque das Nações
DOURADOS
Vídeo flagra caminhão 'entalado' no túnel de acesso ao Parque das Nações
BRASIL
Fiocruz e AstraZeneca assinam acordo para importação de IFA em 2022
Condutor de caminhonete que "roletou" preferencial levava o avô para fazer exame
DOURADOS
Condutor de caminhonete que "roletou" preferencial levava o avô para fazer exame
BRASIL
Câmara: votação da PEC dos precatórios pode ocorrer na próxima semana
DOURADOS
Três alunos testam positivo para a Covid-19 e escola suspende aulas por sete dias
DOURADOS
Caminhonete 'roleta' preferencial e causa acidente envolvendo mais cinco carros
MIRANDA
Serpente peçonhenta é capturada em residência
FERIADO
PMR intensificará fiscalização em rodovias de MS durante feriado
MEIO AMBIENTE
Tucano encontrado às margens de rodovia é devolvido à natureza
COMPETIÇÃO
Representantes de Dourados embarcam hoje para os Jogos Escolares Brasileiros

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem formou consórcio com amigos para comprar e usar ecstasy em festas
LAGUNA CARAPÃ
Motorista morre prensado ao tombar caminhão na MS-379
DOURADOS
Jovem que se formou há dois meses é presa com ecstasy no Parque Alvorada
DOURADOS
Jovem negro e com tatuagem "Jesus Cristo", vítima fatal de acidente ainda não foi identificada