Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Suspenso julgamento sobre poder de investigação do MP

01 setembro 2004 - 20h23

Um pedido de vista do ministro Cesar Peluso interrompeu, no Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento da ação que questiona a competência do Ministério Público para realizar investigação criminal. Cinco dos onze ministros já votaram, dois contra a manutenção da competência do MP para fazer esse tipo de investigação e três a favor. Os votos contrários, emitidos ainda em outubro de 2003, foram dos ministros Marco Aurélio Mello, então presidente do STF, e Nelson Jobim, atual presidente. Os três votos favoráveis, apresentados na sessão de hoje, são dos ministros Joaquim Barbosa, Eros Grau e Aires Brito. Os três argumentam que a investigação criminal pelo Ministério Público está garantida na Constituição e não é monopólio da polícia. Eles afirmam que o MP não pode é fazer inquérito policial, que é atribuição da policial. E fazem uma ressalva: há necessidade de se disciplinar a atribuição dos procuradores de realizarem investigação, pois há um "vazio legislativo" em relação a esse ponto. Falta definir, segundo Barbosa, Grau e Brito, como deve ser exercido o poder de investigação do MP, quais são os limites desse exercício e quanto tempo deve durar uma investigação. Eros Grau afirma que cabe ao procurador-geral da República disciplinar a matéria, por meio de uma resolução, e impor os limites.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Homem morre após bater motocicleta na traseira de caminhonete
Dourados vai receber recursos para ampliação de esgotamento sanitário
SAÚDE
Dourados vai receber recursos para ampliação de esgotamento sanitário
BATAGUASSU
Ex-marido descarrega revólver contra mulher que fica em estado grave
EDUCAÇÃO
Professores desenvolvem projeto que busca integrar Escola e Universidade
Jovem de 21 anos é autuada por incêndio em vegetação e resíduos
Jovem de 21 anos é autuada por incêndio em vegetação e resíduos
SAÚDE
Anvisa autoriza produto à base de cannabis em projeto com a Fiocruz
POLÍCIA
Suspeito de assassinar artista plástica em Campo Grande é morto pela polícia
Governo libera R$ 2,61 bilhões para as universidades federais
AQUIDAUANA
Quadrilha especializada em abigeato é presa enquanto dividia carcaça de vaca
REGIÃO
Barbosinha ressalta trabalho de Tereza Cristina ao prestigiar entrega de títulos

Mais Lidas

DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
PESQUISA
Estudo confirma presença de dinossauros em Mato Grosso do Sul
ARTISTA
Desenhista de MS "consagrado" por Silvio Santos terá novo encontro com apresentador
CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP