Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Suspensão de entregas da Embraer à US Airways ameaça metas

15 setembro 2004 - 20h17

As entregas de aviões da Embraer à companhia aérea norte-americana US Airways, que no domingo pediu concordata, estão suspensas. Em carta aos empregados, o presidente da fabricante de jatos, Maurício Botelho, afirma que "é de se esperar que nossas metas de produção para 2004 e 2005 venham a ser afetadas". No documento, a que a Reuters teve acesso, Botelho diz também que tem "preocupação e apreensão quanto ao presente e ao futuro imediato da empresa (Embraer)". A US Airways é principal cliente do jato Embraer 170, com encomenda de 85 unidades. As entregas do modelo começaram em março. "Nossas entregas à US Airways, que totalizaram 22 aeronaves Embraer 170 até o momento, estão temporariamente suspensas até que se esclareça o novo quadro", escreveu Botelho na carta, enviada aos funcionários na segunda-feira. As ações preferenciais da Embraer recuavam mais de 2 por cento a pouco menos de 1 hora do fechamento do pregão, a 20,22 reais, depois de terem passado ilesas à concordata da US Airways nos dois dias anteriores. O Ibovespa exibia valorização de cerca de 0,5 por cento. Contudo, de acordo com a assessoria da Embraer, ainda está mantida a previsão de entregas de 160 aeronaves em 2004, já que não há clareza sobre os desdobramentos das negociações com a empresa aérea norte-americana. O pedido de concordata da US Airways, o segundo feito pela empresa em dois anos, aconteceu após a companhia aérea ter fracassado em conseguir concessões dos trabalhadores para reduzir custos e por conta do aumento da competição. A situação da US Airways coloca em evidência o problema financeiro de importantes clientes da quarta maior fabricante mundial de aeronaves, assunto recorrente nos relatórios de analistas que acompanham a Embraer e citado como um dos riscos à empresa brasileira. FIM DA HORA-EXTRA O diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Adilson dos Santos, disse à Reuters, por telefone, que por enquanto não há impacto no quadro de funcionários da Embraer. "Hoje (quarta-feira) estive em contato com a Embraer. Por enquanto, a única medida em relação aos trabalhadores é acabar com as horas extras", afirmou. De acordo com uma fonte, o tom de "terror" da carta de Botelho aos empregados pode ter relação com a proximidade das conversações sobre o reajuste salarial e a participação nos lucros. "Parece muita coincidência", disse. O sindicato local tenta antecipar a data-base do aumento de novembro para setembro. O analista Luiz Caetano, do Banco Brascan, projeta em relatório divulgado no início da semana que, se a US Airways não conseguir acordo com o seu mais importante agente financiador, a Gecas, a Embraer terá perdas de faturamento de 898 milhões de reais este ano e de aproximadamente 2 bilhões de reais em 2005. Segundo dados de junho, a companhia aérea norte-americana representava 91 por cento dos pedidos firmes do modelo Embraer 170. "Do total das 160 aeronaves previstas para serem entregues em 2004, 36 são referentes aos pedidos da US Airways (...), faltando 14 aeronaves para serem entregues até dezembro", de acordo com o Brascan. Para 2005, quando a Embraer projeta entregas de 170 aviões, a US Airways seria responsável por 30 jatos, segundo o Brascan.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASILÂNDIA
Jovem de 23 anos destrói recepção de hospital durante surto
BRASÍLIA
Secretário Mario Frias é submetido a cateterismo de emergência
TRÊS LAGOAS
Homem que matou cantor a tiros em tabacaria é condenado a 46 anos
BRASIL
Câmara aprova projeto que pode restringir atuação da oposição
Homem contrai dívida de R$ 32 mil ao fazer portabilidade de empréstimo
BENEFÍCIO
Cultura prorroga prazo para entrega de documentação do FIC
POLÍCIA
Condutor de lancha envolvida em acidente com morte presta depoimento
EDUCAÇÃO
Metas do Inep para o ano não incluem aplicação do Enem 2021
IVINHEMA
Três dias depois de ser envenenada pela mãe, criança recebe alta
FERIADO
Comarca de Angélica não terá expediente amanhã e sexta-feira

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados