Menu
Busca terça, 27 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
INTERNACIONAL

Submarino argentino desaparecido enviou sete chamadas para a Marinha

Submarino argentino desaparecido enviou sete chamadas para a Marinha

19 novembro 2017 - 09h45

A Marinha da Argentina detectou ontem (18) sete chamadas por satélite realizadas para diferentes bases desde o submarino ARA San Juan, desaparecido na quarta-feira passada (15) com 44 tripulantes a bordo, informaram fontes oficiais à agência EFE.

Segundo um comunicado divulgado neste sábado pelo ministério de Defesa argentino, as chamadas não chegaram a se completar com as bases da Marinha, o que "indicaria que a tripulação tenta restabelecer contato".

"Com a colaboração de uma empresa americana especializada em comunicação por satélite, trabalha-se agora para determinar a localização precisa do emissor dos sinais, supondo que poderia se tratar do submarino que leva a bordo 44 tripulantes", diz o comunicado.

As chamadas foram feitas entre as 10h52 (horário local, 11h52 em Brasília) e 15h42 (16h42). As tentativas de comunicação duraram entre 4 e 36 segundos.

"A última posição conhecida do ARA San Juan é na área de operações do Golfo San Jorge, a 240 milhas náuticas [da costa argentina], o equivalente a 432 quilômetros", detalhou o ministério.

O último relato do submarino foi registrado na madrugada de quarta-feira passada. Passado o tempo prudencial sem ter comunicação com a embarcação, foi ativado no final da tarde de quinta-feira (16) o protocolo de busca.

O submarino, de origem alemã, tinha partido na segunda-feira (13) do porto de Ushuaia e se dirigia de volta para sua base, na província de Buenos Aires.

O ministro de Defesa argentino, Oscar Aguad, comanda a operação. Ele antecipou seu retorno de Vancouver (Canadá), onde participava de um encontro da ONU, para se encontrar com as famílias dos tripulantes na base naval de Mar del Plata, ao sul da província de Buenos Aires.

A operação de rastreamento e resgate, a cargo da Marinha argentina e comandada pelo Ministério de Defesa, conta com uma aeronave de exploração antissubmarina, assim como vários navios da Marinha com helicópteros embarcados.

As estações de comunicações terrestres do litoral argentino receberam ordens de busca das comunicações e escuta de todas as possíveis frequências de transmissão do submarino para achar uma fonte de contato.

O presidente, Mauricio Macri, afirmou neste sábado (18) na sua conta do Twitter que seu governo está comprometido a utilizar "todos os recursos nacionais e internacionais" para localizar "o mais rápido possível" com vida os 44 tripulantes do submarino.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020
Decisiva em Dourados, 18ª Zona Eleitoral tem 18 mil eleitores a mais que a 43ª
DOURADOS
Câmara rejeita veto do Executivo sobre projeto de incentivo a energia solar
PANDEMIA
MS confirma 474 novos casos de coronavírus e reduz número de internações
UNIÃO
Governo inclui Unidades Básicas de Saúde em programa de concessões
ELDORADO
Homem é preso agredindo mulher a golpes de corrente
ANASTÁCIO
Polícia fecha 'boca de fumo' e encontra menor gerenciando o tráfico
JUSTIÇA
Negada indenização a ex-companheiro por briga mútua com antigos cunhados
DOURADOS
Dupla que furtou loja de shopping é autuada em flagrante e fica presa no 1º DP
DOURADOS
Construtora aceita pagar R$ 444 mil por trecho de calçada, em 10 parcelas
PANDEMIA
Dourados confirma mais 79 casos de coronavírus e ultrapassa 8,3 mil infectados

Mais Lidas

GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade
TEMPESTADE
Chuva e ventos de 46km/h derrubam árvores e levam sujeira às ruas de Dourados